Conecte-se conosco

Fatalidade

Músico morre durante apresentação de ‘live’ no Norte de Minas

Israel Silveira

Publicados

em

Homem teve um infarto fulminante durante transmissão ao vivo de show que ocorria em São Francisco, na noite de sábado

Um homem morreu enquanto tocava guitarra em uma banda de música durante uma ‘live’ em São Francisco, no Norte de Minas, na noite desse sábado (3). José Carlos Leal Moreira, de 42 anos,  teve um infarto fulminante durante a transmissão ao vivo da banda CLM.  O vídeo foi compartilhado nas redes sociais.

José Carlos tocava e cantava normalmente e, repentinamente, caiu com as mãos na guitarra. O restante da banda ainda permaneceu tocando por algum tempo, quando um deles percebeu a queda de José Carlos e interrompeu a apresentação.

O músico chegou a ser socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o Hospital Municipal Doutor Brício de Castro Dourado, em São Francisco, onde foi constatado o óbito. Os integrantes da banda CLM formaram o grupo quando eram jovens, mas depois se separaram. Agora, diante da pandemia do coronavírus, eles se reencontraram e decidiram promover a live, transmitida do Restaurante “Manjericão”, no Centro da cidade.

A iniciativa da realização da live foi do grupo “Memórias de São Francisco”, criado  com o objetivo de resgatar fatos marcantes e personagens da história do município, com divulgação nas redes sociais. A apresentação da banda CLM era transmitida ao vivo pelo canal do “Memórias de São Francisco” no Youtube.

Logo após o fato,  o advogado Eduardo Leal de Melo, responsável pelo “Memórias de São Francisco, gravou uma mensagem, pedindo para as pessoas não compartilharem o vídeo que mostra a morte do músico. Porém, a filmagem passou a circular em grupos de WhatsApp.

Além de músico, José Carlos Moreira trabalhava como serralheiro na cidade ribeirinha. Ele tinha gravado um vídeo, divulgado na página do grupo “Memórias de São Francisco” no Facebook, convidando o público a assistir a live. Na mensagem, em tom animado, ele destacou que a CLM tornou-se conhecida como “a maior banda de todos os tempos de São Francisco”.

Conforme familiares dele, José Carlos sofria de problema cardíaco e usava marca-passo há sete anos. Ele deixou a mulher e três filhos. O corpo será sepultado na tarde deste domingo, no Cemitério Municipal de São Francisco.

  • Fonte: Estado de Minas

Mais lidas