Conecte-se conosco

Policial

Mulher mata gato a pauladas e justifica que animal estaria doente

Avatar

Publicados

em

Denúncias anônimas levaram a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) a prender uma mulher de 49 anos em Mateus Leme, na região Central de Minas Gerais, suspeita de matar o próprio gato a pauladas. O animal estaria doente, e ela teria decidido se desfazer dele.

A suspeito foi enquadrada no crime de maus-tratos a animais, e foi encaminhada ao sistema prisional onde permanecerá à disposição da Justiça.

Antes, na delegacia, a suspeita confessou ter golpeado o gato com pauladas até a morte.

Segundo informações repassadas, a mulher detalhou que o animal estava doente e, em função disso, o teria levado a um lote vizinho à própria casa e desferido inúmeros golpes com um pedaço de madeira contra o bicho.

LEIA OUTRAS NOTÍCIAS POLICIAIS AQUI NO JORNAL O POPULAR

Após matar o animal, a suspeita confessou que teria colocado em uma sacola e descartado o gato no lixo.

A polícia encontrou inúmeros outros animais de estimação na residência da suspeita. O lugar foi considerado extremamente insalubre pelos agentes.

Enquanto a investigação corria, a polícia também descobriu que o companheiro da mulher, um homem de 53 anos, é suspeito também de praticar maus-tratos contra animais.

Informações obtidas indicam que ele teria matado dois cachorros igualmente a pauladas em data anterior. Como não houve flagrante, ele não pôde ser detido.

Entretanto, na delegacia de Mateus Leme, o homem confessou o crime e apontou ainda a tábua de madeira que usou para espancar os cães até a morte. Ele responderá em liberdade.

Fonte: Por Lara Alves –  O Tempo

Foto: Imagem ilustrativa

Mais lidas