Conecte-se conosco

Corpo de Bombeiros

Mulher é atropelada por carreta na rodovia BR 262 em Nova Serrana

Avatar

Publicados

em

Vítima constava como desaparecida e Bombeiros relatam que registro da ocorrência foi feito como atropelamento e não como tentativa de auto extermínio, como divulgado pelas redes sociais.

Na manhã desta terça feira, por volta das 10h o Corpo de Bombeiros Militar de Nova Serrana foi acionado para atendimento a uma vítima de atropelamento na BR 262 – km 444, próximo a entrada do bairro Novo Horizonte em Nova Serrana.

Devido o resgate do Corpo de Bombeiros Militar da cidade estar em outra ocorrência na hora do chamado de atropelamento, a viatura de salvamento deslocou com uma prancha longa completa até o local do acidente, para dar atendimento de primeira resposta a vítima.

Chegando ao local os bombeiros relataram que se deparou com a vítima de aproximadamente 40 anos de idade, caída ao solo consciente e um pouco desorientada.

Ao avaliar o estado clínico da vítima foi constatado que a mesma apresentava traumatismo crânio-encefálico, fratura no membro superior direito e queixava de dores na região da clavícula direita.

O motorista da carreta estava no local sendo confirmado que foi ele mesmo quem solicitou o socorro junto ao CBMMG e prestou as informações necessárias.

Os Bombeiros então acionaram o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) que compareceu no local, auxiliando e conduzindo a vítima até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Serrana.

Cabe ainda ressaltar que populares divulgaram a ocorrência em redes sociais como uma tentativa de auto-extermínio, o que não foi confirmado pelo Corpo de Bombeiros.

Segundo o comandante dos Bombeiros no Município, Ten. Thales Gustavo, os procedimentos e registro da ocorrência foram tomados como atropelamento, e caso houvesse no local indícios ou relatos de tentativa de auto-extermínio, os registros da ocorrência seriam outros no sistema do Corpo de Bombeiros.

Ainda segundo o comandante, ao colocar os dados da vítima no sistema foi constatado que existia uma ocorrência que constava mulher como desaparecida. Foi feito então imediatamente a comunicação junto a Polícia Civil.

Por fim é importante também informar que mais dados como nome e local de nascimento sobre a vítima não foram divulgados pelos socorristas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas