Conecte-se conosco

Pandemia

Minas confirma terceira morte de criança com síndrome rara ligada à Covid

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Minas Gerais confirmou a terceira morte de criança pela síndrome inflamatória pediátrica (SIM-P), doença rara possivelmente provocada pela Covid-19. A mais recente vítima era moradora de Barra Longa, cidade que fica na Zona da Mata.


O óbito foi divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), que não deu detalhes sobre o sexo e a idade da criança. Outros dois menores, que viviam em Esmeraldas (Grande BH) e Juiz de Fora (Zona da Mata) já haviam perdido a vida para a enfermidade.

Além da mais recente morte, Minas também confirmou quatro casos da SIM-P em um intervalo de uma semana. Com isso, o Estado passa a ter 103 crianças com diagnóstico positivo da síndrome. O número, no entanto, pode ser ainda maior. Outros 60 casos notificados às autoridades de saúde estão sendo investigados para atestar ou descartar a enfermidade.

Ainda conforme o levantamento da SES, pelo menos 18 vítimas permanecem em observação hospitalar e, até o momento, 85 tiveram alta.

Distribuição
Mesmo após um ano de pandemia, a síndrome inflamatória pediátrica permanece um mistério para a comunidade científica. Os pesquisadores não conseguiram esclarecer, até o momento, porque a doença só atinge menores de 19 anos, sendo que em Minas, todas as vítimas tinham menos de 15 anos .

Dos casos confirmados no Estado, 55,7% das vítimas têm menos de 4 anos. Crianças com idades entre 5 e 9 anos representam 38,7% dos doentes. Já adolescentes entre 10 e 14 anos são 5,7% dos infectados. O boletim epidemiológico ainda informa que 91,51%% das crianças afetadas pela síndrome não tinham outras doenças preexistentes. Os meninos são 66% das vítimas, enquanto as meninas 34%.

Ainda de acordo com a SES, 45 cidades já tiveram registro da doença. Belo Horizonte lidera os registros da doença, com 33 vítimas confirmadas. Contagem, com oito; Montes Claros e Uberlândia, com cinco cada, e Betim, com quatro casos, aparecem em seguida.

O que é a síndrome
A Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica Temporalmente Associada à Covid-19 (SIM-P) é uma reação inflamatória grave e sistêmica que acomete crianças e adolescentes que foram infectados pelo coronavírus.

Ela causa sintomas como febre por mais de três dias, vermelhidão nos olhos, edemas nas mãos e pés e sintomas gastrointestinais, como diarreia, vômito e náusea. Ela também pode apresentar manifestações neurológicas, renais e no sangue.

Fonte: O Tempo

Foto: Reprodução/Pixabay

Leia mais...
Propaganda

Mais lidas