Conecte-se conosco

Política

Marcio Lacerda fecha acordo com MDB e Jaime Martins será candidato a uma vaga no Senado nacional

Publicados

em

Caso seja confirmada a aliança entre PSB e MDB, Jaime Martins será candidato a uma vaga no Senado nacional

Após mais de dez horas de reuniões a portas fechadas, momentos de tensão e brigas, as lideranças emedebistas anunciaram apoio à candidatura, ainda incerta, do ex-prefeito Marcio Lacerda (PSB) ao governo de Minas.

Conforme o acordo, a chapa de Marcio Lacerda ao Governo de Minas será composta com o atual presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Adalclever Lopes (MDB), será o vice na chapa de Lacerda.

A decisão então colocou o nome do deputado federal de Nova Serrana, Jaime Martins (PROS), que teve inclusive sua candidatura ao governo do estado oficializada na convenção de seu partido, como candidato a uma das vagas ao Senado Federal.

Procurada a assessoria do deputado informou que somente se posicionará após o Tribunal Regional Eleitoral (TER) oficialmente confirmar o cenário estadual.

A medida adotada pela assessoria de Jaime é referente a impasses quanto a parceria firmada entre MDB e PSB, partido de Marcio Lacerda, que em nível nacional firmou coligação com o Partido dos Trabalhadores.

Desta forma a definição de PSB e MDB foi tida como uma reviravolta, já que o esperado era que o MDB fechasse apoio ao governador Fernando Pimentel (PT) para eleger o maior número possível de deputados para as bancadas estadual e federal.

Para o acordo ser enfim referendado, um ponto foi essencial: a garantia do Lacerda de que ele vai ser candidato. O ex-prefeito teria dado a certeza de que sua candidatura vai ser homologada na Justiça Eleitoral.

Além de MDB e PSB, compõem o arco de alianças o Podemos, o PROS, o PV e o PRB. O PDT não foi confirmado na reunião de ontem como integrante do grupo de apoio a Marcio Lacerda.

 Judicialização da candidatura

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Fábio Ramalho, disse ontem que o MDB está entrando em uma “canoa judicializada” ao fechar com o PSB. Ele afirmou ainda que vai tentar reverter o quadro. “O que eu penso é que, na hora que for para o pleno (a questão da candidatura do Marcio Lacerda), tanto no TRE quanto no TSE não vai passar. Eu penso que não cabe a gente, nessa altura do campeonato, entrar nessa situação de judicialização.”, declarou ele, que apoia uma aliança com os petistas e não faz parte da comissão.

Por sua vez os advogados de Lacerda já garantiram, conforme divulgado pelo jornal O Tempo, que o socialista vai vencer na Justiça Eleitoral e terá sua candidatura ao governo de Minas Gerais Confirmada.

Posição do PSB Nacional

Após ser confirmada em convenção que o ex-prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda, terá sua candidatura mantida ao governo do Estado está mantida o PSB nacional divulgou nota, na última segunda-feira, 06 de agosto, afirmando que foram surpreendidos com a notícia.

Segundo a nota oficial do partido, Lacerda agiu sem transparência ao reafirmar sua candidatura mesmo depois de reconhecer, 30 minutos antes, os interesses nacionais do PSB. Com isso, o Partido Socialista Brasileiro afirma não reconhecer a candidatura do Lacerda.

Conforme destacado pelo partido, com a atitude, Lacerda desrespeitou à autonomia político-partidária do Congresso Nacional. O PSB concluiu a nota destacando que lamenta “enormemente esses incidentes, que apenas causam tumulto ao processo político-eleitoral”.

Embate Judicial

Segundo informado e publicado no Portal MPA, o TRE havia autorizado a realização da convenção partidária, que define Márcio Lacerda como candidato ao governo do estado, no entanto, uma decisão do TSE invalidou a convenção. Contudo ainda cabe recurso no que tange à decisão do TSE.

  • Foto: Mariela Guimarães / O Tempo
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas