Conecte-se conosco

Eleições

Kalil discute com entrevistador de Capelinha e ameaça ‘jogá-lo da janela’

Publicados

em

O ex-prefeito ficou irritado após ser questionado sobre dívida citada em matéria da Veja


O ex-prefeito de Belo Horizonte e pré-candidato ao governo de Minas Gerais, Alexandre Kalil (PSD), discutiu ao vivo com um entrevistador da TV Capelinha, no Vale do Jequitinhonha, neste sábado (4). Durante a entrevista, Kalil falou sobre sua gestão como prefeito na capital e foi questionado sobre sua vida pessoal.

Desde a metade da entrevista, Kalil e o entrevistador, conhecido como DJ Veneno, se estranharam. O bate-boca ficou intenso quando o ex-prefeito foi questionado sobre as dívidas que ele tem enquanto empresário. Veneno usou como fonte uma reportagem da revista Veja publicada nessa sexta-feira (3).“Isso aí é vida pessoal, isso aí é coisa de 2016. Então, se você está lendo revista Veja, fala para o seu telespectador para ver. Esse assunto de dever IPTU e dever coisa como empresário, está escrito aí também que tá tudo dado em garantia, está escrito aí também que a documentação está dentro do Ministério do Trabalho pra resolver. Você me convidou aqui para falar de política, para melhorar a vida do povo, minha dívida ela já tinha quando eu estava na prefeitura. A diferença é que eu mexi com R$ 124 bilhões. E eu continuo devendo tudo […] Eu não passo a mão em dinheiro público”, começou Kalil.

“A minha vida pessoal tem que ser respeitada. Tenho 63 anos de idade, estou tentando pagar minhas dívidas sim, devo igual a você que está me assistindo. Agora, queria que você lesse uma matéria de corrupção, de Cemig, que fez coisa errada, que colocou a mão em dinheiro público. Então não venha mexer com a vida de um homem honrado de 63 anos não. Você não tem nem idade para isso, garoto”, acrescentou o ex-prefeito.

A discussão ficou ainda mais acalorada quando os dois começaram a falar juntos.

“Eu devo mesmo, fui um empresário, tenho 12 empresas, rapaz. Sou igual a qualquer brasileiro, esse país está quebrado. Não tenho vergonha de dever”, continuou o ex-prefeito que rebateu o entrevistador: “Não grite comigo. Molecote! Está querendo aparecer em cima de mim. Quem é você? Não sei nem seu nome, nunca te vi. Aliás, se esse moleque continuar aqui, entreviste esse banana, esse merdinha que está aqui!”.

Na ocasião, DJ Veneno justificou que o governador Romeu Zema (Novo) saiu “corrido” da entrevista após as perguntas que ele teria feito durante a entrevista.

“Corrido eu não saio, é mais fácil eu te jogar pela janela, moleque. Te pego e te jogo pela janela, moleque!”, disse o ex-prefeito. “Você está à vontade para fazer isso. Eu sou magrinho, acho que eu consigo flutuar”, respondeu Veneno, que afirmou que não estava “defendendo político”, quando Kalil questionou se ele perguntou sobre a vida pessoal do então governador.

“Você vai continuar, molecote?”, gritou Kalil, que, em seguida, diminuiu o tom. No decorrer da entrevista, o ex-prefeito pediu que não falassem da sua vida pessoal e do seu pai por causa da sua família.

O apresentador então pediu que o foco da entrevista fosse o Vale do Jequitinhonha.

Mais lidas