Conecte-se conosco

Esportes

Jogadores da seleção brasileira decidem disputar a Copa América

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Os jogadores da seleção brasileira de futebol decidiram nesta 2ª feira (7.jun.2021) que irão disputar a Copa América no Brasil. A informação foi antecipada pelo Globo Esporte e confirmada pelo Poder360. A competição terá início no próximo domingo (13.jun), com a partida entre Brasil e Venezuela no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).


Mesmo concordando em participar do torneio, os jogadores devem divulgar um manifesto criticando a organização da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). O texto deve ser apresentado na 3ª feira, após a partida contra o Paraguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Os jogadores também exigem a manutenção do técnico Tite a frente da seleção. Caso o técnico caia, os atletas não participarão da Copa.

Os jogadores decidiram participar do torneio em votação aberta. Fontes ouvidas pelo Poder360 relataram que os atletas Casemiro, Alisson, Danilo, Richarlison, Ederson e Marquinhos não querem participar da competição. Gabigol e Lucas Paquetá votaram por jogar.

Desde a última 2ª feira (31.mai), quando o Brasil foi confirmado como sede da Copa América, os jogadores se organizaram para um possível boicote à competição. Eles chegaram a conversar com capitães das outras seleções sul-americanas para que a paralisação fosse geral e organizada. Porém a adesão foi baixa e Argentina e Equador já confirmaram a participação no torneio.

O técnico Tite participou de conversas com os atletas e foi muito criticado nas redes sociais. A hashtag #ForaTite ficou entre os principais assuntos no Twitter por 4 dias seguidos. O embate virou meme nas redes sociais. Para apoiadores do governo federal, o técnico da seleção virou “militante” e está “politizando” o evento. Na última 6ª feira (4.jun), aliados já tinham pressionado pela saída de Tite ao divulgarem imagens dele com o ex-presidente Lula (PT).

Fonte: Poder 360

Foto: Reprodução/Twiter

Mais lidas