Conecte-se conosco

Policial

Homem dá carona para dupla em bar e é morto a golpes de canivete

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.
O jovem Erick Custódio Luiz, de 20 anos, foi morto a golpes de canivete depois de dar carona para dois homens, de 37 e de 17 anos, na madrugada desse domingo, 01 de novembro, na cidade de Maria da Fé, no Sul de Minas.
Tanto a vítima quanto os suspeitos estavam em um mesmo bar. O crime foi testemunhado por um amigo de Erick, que conseguiu fugir do veículo após iniciadas as agressões ao motorista.
Testemunhas contaram aos policiais que, na noite de sábado (31), Erick bebia cerveja com o amigo e esses dois homens em um estabelecimento conhecido como Bar do Camilo, no bairro Mata do Isidoro.
Erick e os outros três homens já eram frequentadores do bar e não houve nenhuma discussão entre eles durante o período em que estiveram no local.  Por volta de meia noite, o jovem e o amigo decidiram sair do bar e os dois homens pediram carona. Foi nesse trajeto que o crime aconteceu.
Consta no boletim da PM que durante o caminho, os caronas anunciaram assalto, apontaram um canivete para o motorista e disseram “perdeu, perdeu”.  Foi nesse momento que a vítima começou a discutir com os dois caronas, e saiu correndo do carro.
Os suspeitos conseguiram capturar e imobilizar o motorista e o mataram com golpes de canivete. Quando foi encontrado pelos policiais, o corpo de Erick tinha um profundo corte no pescoço. O amigo da vítima conseguiu fugir do carro.
Os suspeitos evadiram no carro da própria vítima, um Fox de cor branca. Durante trabalhos da PM, o veículo foi encontrado queimado em uma estrada perto de onde o assassinato aconteceu. A polícia registou o crime como latrocínio, que é roubo seguido de morte.
Um dos suspeitos, o menor de 17 anos, foi capturado pela polícia em Maria da Fé, mesma cidade que aconteceu o crime. O outro suspeito, de 37 anos, ainda é procurado.
A vítima não tinha passagem pela polícia, e a Polícia Civil investiga o caso.
Fonte: Por ALINE PERES –  O Tempo
Leia mais...
Propaganda

Mais lidas