Conecte-se conosco

Esportes

Ex-secretário de articulação assume cargo na diretoria do Atlético Serranense

Publicados

em

Em entrevista exclusiva ao jornal O Popular Uanderson Timóteo fala sobre sua exoneração, e os projetos a junto ao grupo Santa Mônica e do Atlético Serranense

Não é novidade para ninguém que a Secretaria de Articulação Política está passando pela troca de secretário, mas novidade mesmo são os planos em funções que já estão sendo assumidas pelo ex-secretário Uandeson Timóteo em Nova Serrana.

Após construir a vinda do Hospital Santa Mônica e auxiliar na costura da parceria entre o Betinense (Atlético Serranense) e o município o secretário assumiu recentemente um cargo na diretoria do clube.

Com indagações e questionamentos desse Popular o novo executivo da equipe de Nova Serrana recebeu a nossa equipe de jornalismo na Arena do Calçado e falou sobre sua transição, exoneração, projetos e ações que serão desenvolvidas no município.

Jornal O Popular (OP) – Underson, após pouco mais de um ano sendo o articulador do executivo você agora assume novos desafios, quais são esses novos projetos?

Uanderson Timóteo (UT) – Bom, é verdade que ficamos como articulador e nesse tempo tive a oportunidade de desenvolver amizades e parcerias que foram sendo estreitadas diante do f(UT)o de que nos relacionávamos buscando uma costura que beneficiasse o município. Nossa seriedade culminou no reconhecimento e duas parcerias em específico ficaram muito solidificadas, sendo a do Betinense que agora é Atlético Serranense e do Hospital Santa Mônica sendo assim, fui convidado pelo hospital para ser o representante, ou responsável pelos planos de saúde no município, e quanto ao futebol agora serei o vice diretor do Atlético Serranense.

 (OP) – Quanto ao hospital entendemos afinal você é da área da saúde, mas quanto ao futebol, como se deu isso?

 (UT) – Bom com o desenvolvimento da parceria, com a costura da vinda do Serranense, acabei me aproximando do presidente da equipe, ele reconheceu meu trabalho quanto a articulação e me fez o convite para auxiliar na gestão da equipe em Nova Serrana.

 (OP) – Mas você entende algo sobre futebol? Qual será sua função na equipe?

 (UT) – Realmente entendo quanto torcedor, não tenho experiência quanto ao meio do esporte em específico, mas minha função será trabalhar no extra-campo, nas parcerias, convênios, em projetos sociais, em desenvolvimento da relação da equipe com o município. O Serranense veio para Nova Serrana para ficar.

 (OP) – Mas existe um prazo para sua participação na equipe?

 (UT) – Não, sou vice-presidente da equipe e esse cargo é ocupado por tempo indeterminado, é importante as pessoas saberem que já superamos toda aquela polêmica de Betinense, estamos aqui para ficar. Hoje com a parceria a equipe usufrui de um dos melhores estádios do estado, com contra partida, cuidamos da estrutura e investimos no desenvolvimento do esporte, temos times de base, estamos disputando no segundo semestre uma competição sub 20 e uma Sub 17, infelizmente não subimos para o módulo I mas, acreditamos que em 2019 a classificação virá.

 (OP) – Sua função será meramente administrativa?

 (UT) – É claro que vamos dar os pitácos no futebol, mas isso mais como torcedores, minha função efetiva será quanto aos trabalhos de marketing, relacionados à minha experiência administrativa, auxiliando na construção de parcerias para a equipe que acabou de se instalar na cidade.

 (OP) – O Quer se pode esperar do Serranense para o futuro?

 (UT) – Ficamos decepcionados com a não classificação, porém temos que entender que toda planta precisa de tempo para se enraizar e crescer de forma sadia, as pessoas quando vem para Nova Serrana elas têm perspectivas de sucesso, mas não obtém o sucesso que deseja de imediato. Este ano temos competições de base e já em novembro iniciamos a preparação para o Módulo II em 2019, esse ano batemos na trave, mas acreditamos que o trabalho será intensificado, a base trará uma boa relação com o município e em breve todos vão ter certeza do quanto o projeto é positivo para o município.

 (OP) – Você já foi afastado da Secretaria de Articulação, já está inserido em dois projetos privados, afinal porque você ainda não foi definitivamente exonerado da prefeitura, porque ainda ocupa um cargo na administração?

 (UT) – Sua pergunta é pertinente e tem muita gente comentando nas redes sociais. primeiro quero deixar claro que fui retirado da pasta após eu mesmo ter procurado o prefeito e pedido a exoneração, por entender que essas propostas seria positivas para mim e minha família. Eu entendo que posso ajudar a cidade, ocupando uma posição que não seja necessariamente política no executivo municipal. Contudo o prefeito me fez o pedido que continuasse por um tempo, para que alguns projetos fosse finalizados.

 (OP) – Mas esse tempo será até quando?

 (UT) – Esse tempo é menor do que se imagina, na verdade eu estou finalizando alguns projetos que iniciei, até porque o prefeito entendeu que se passasse para as mãos de outra pessoa a relação seria rompida e existia o receio de que todo o ganho obtido até o momento fosse perdido, assim estou finalizando alguns detalhes de projetos como as passarelas que serão implementadas na rodovia BR 262, no Gamas e no Capão, e acredito que até o final do mês eu seja exonerado em definitivo.

 (OP) – Como fica a relação dos projetos com o executivo?

 (UT) – Esses cargos não tem relação nenhuma com a prefeitura além da competência, após eu ter relatado que iria sair, fui procurado tanto pelo Grupo Santa Mônica quanto pelo Betinense, agora após a exoneração não terei nenhuma relação quanto a processos do executivo. Quero inclusive agradecer ao prefeito Euzebio por ter me dado a oportunidade de mostrar o meu trabalho par a população e foi diante disso que obtive os convites dos projetos que estamos assumindo.

(OP) – Quanto ao Santa Mônica, o projeto do hospital é realmente benéfico para a cidade?

 (UT) – Não só é positivo como acessível, ao assumirmos esse trabalho com o grupo eu tomei essa decisão pelo fato de que a proposta do grupo Santa Mônica é disponibilizar um atendimento de saúde com custo de R$ 70,00 aproximadamente. Os convênios serão feitos com as empresas que disponibilizam para seus funcionários convênios de saúde com a qualidade e atendimento e estrutura com um custo relativamente baixo. É difícil encontrar no mercado um atendimento com qualidade e agilidade que será prestado pelo grupo com um custo significativamente baixo para a população. Ou seja, esse projeto dará condições de um atendimento qualificado, privado, acessível a todo trabalhador.

(OP) – Considerações finais.

 (UT) – Quero deixar claro para a população que tudo tem sido feito com clareza e transparência. Quanto ao Serranense, esse ano batemos na trave, tínhamos três jogos para conquistar três pontos, e obtivemos dois empates e duas derrotas. Estamos com um bom trabalho de base, teremos seletivas, e principalmente estamos fechando uma parceria com o ex-presidente do Atlético Daniel Neponuceno, com isso teremos em 2019 um equipe forte, com grande possibilidades de subir para a elite do futebol mineiro, e já quanto ao Santa Mônica, o projeto é de qualidade e tem um impacto social, ou seja estamos em duas frentes que trarão impactos positivos diretamente para a população de Nova Serrana.

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas