Conecte-se conosco

Governo Municipal

Euzebio aciona a justiça e cobra R$ 20 mil de Juliano da Boa Vista por danos morais

Avatar

Publicados

em

Por meio de decisão judicial, o vereador afastado pela operação Kobold, Juliano da Boa Vista, não poderá citar nas redes sociais o nome do prefeito Euzebio Lago. A determinação judicial estabeleceu ainda uma multa de R$ 1 mil por postagem, caso Juliano descumpra a ordem.

O prefeito Euzebio Lago acionou a justiça em ação criminal e cível, após o vereador Juliano da Boa Vista se envolver em uma discussão com o procurador adjunto da prefeitura, Dr. Rildo de Oliveira, no grupo de notícias do jornal O Popular no aplicativo Whatsapp.

Nas postagens o vereador disparou várias acusações referentes ao prefeito, indicando que o chefe do executivo municipal teria oferecido propina para que os vereadores à época votassem em um determinado candidato para a presidência da Câmara Municipal em 2018.

Após análise inicial dos fatos Dr. Rodrigo Peres Pereira, Juiz na Comarca de Nova Serrana, entendeu que “é possível vislumbrar elementos que evidenciam a probabilidade do direito pretendido”.

O juiz decidiu então “deferir a concessão provisória da tutela de urgência, para determinar que o requerido [Juliano] se abstenha de publicar qualquer fotografia e menção ao nome do autor [Euzebio Lago] no ambiente virtual descrito na inicial – Debate Político em Nova Serrana, Facebook, sem a autorização prévia daquele, sob pena de multa de R$ 1.000,00 para cada publicação desautorizada realizada, até o limite de alçada deste Juizado Especial”.

Confira a matéria completa na edição impressa do jornal O Popular desta sexta-feira, dia 24 de abril.

Mais lidas