Conecte-se conosco

Economia

Estudo do IBGE aponta que indústria mineira sofreu retração de 8,4% em 2020

Avatar

Publicados

em

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou nesta semana um levantamento referente a economia nacional, e conforma apontado ao longo de 2020, o estado de Minas Gerais sofreu uma retração de 8,4%.

Ao todo 15 estados brasileiros, tiveram uma retração no mês de março deste ano. Conforme apontou o levantamento, esta é a primeira vez que isso ocorre desde o início da série histórica, em 2012.

De acordo com os dados as maiores quedas foram observadas no Ceará (-21,8%), no Rio Grande do Sul (-20,1%) e em Santa Catarina (-17,9%).

Também tiveram quedas na produção Pará (-12,8%), Amazonas (-11,0%), Região Nordeste, a única região a ser pesquisada (-9,3%), Pernambuco (-7,2%), Espírito Santo (-6,2%), São Paulo (-5,4%), Bahia (-5,0%), Paraná (-4,9%), Mato Grosso (-4,1%), Goiás (-2,8%), Rio de Janeiro (-1,3%) e Minas Gerais que entre os 15 estados que apresentaram a retração, obteve o menor percentual, -1,2%.

2019

Na comparação com março do ano passado, houve queda em 11 dos 15 locais, com destaque para Santa Catarina (-15,6%), Espírito Santo (-14,2%), Rio Grande do Sul (-13,7%) e Ceará (-10,5%). Quatro estados tiveram alta na taxa: Rio de Janeiro (9,4%), Bahia (5,8%), Paraná (1,6%) e Pernambuco (1,4%).

Acumulado de 2020

No acumulado no ano, houve queda em dez dos 15 locais pesquisados, com destaque para Espírito Santo (-13,3%) e Minas Gerais (-8,4%). Cinco locais tiveram crescimento, sendo os maiores avanços registrados no Rio de Janeiro (9,8%) e na Bahia (7,1%).

No acumulado de 12 meses, sete locais tiveram queda, sendo a maior delas no Espírito Santo (-17,2%). O Rio Grande do Sul manteve estabilidade na produção e sete locais tiveram alta, com destaque para o Amazonas (5,2%).

Fonte: Agência Brasil

Foto: Imagem Ilustrativa

 

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

JORNAL O POPULAR – A NOTÍCIA COM DEVE SER

Mais lidas