Conecte-se conosco

Concursos

Escola da rede estadual vence prêmio nacional de inovação

Avatar

Publicados

em

A Escola Estadual Ari da Franca, em Belo Horizonte, é uma das dez contempladas com o prêmio do projeto “Educar para Transformar”, promovido pelo Instituto MRV e a Fundação Pitágoras. Como premiação, vai receber R$ 30 mil em investimentos de infraestrutura e capacitação para colocar em prática o projeto “Ludo Aprendiz”, idealizado pelo professor de filosofia Felipe Pinheiro.

O propósito do “Ludo Aprendiz” é usar jogos de tabuleiro para facilitar e tornar mais prazeroso o entendimento dos estudantes sobre matemática, física, biologia, língua portuguesa e outros componentes curriculares do ensino médio regular e para Educação de Jovens e Adultos (EJA), modalidades atendidas pela escola.

Dessa forma, a intenção também é atrair mais atenção dos alunos para os conteúdos ensinados em sala de aula, aumentar a frequência e diminuir a evasão escolar dos estudantes.

Com o aporte do “Transformar para Educar”, a escola vai comprar os jogos e o mobiliário para montar a “ludoteca” e também investir na capacitação dos professores para executar o projeto em todas as disciplinas.

A Ari da Franca foi a única escola mineira selecionada como finalista da competição nacional, que recebeu mais de 150 inscrições de unidades de ensino das redes estadual e municipal de 45 municípios brasileiros.

O diretor da E.E. Ari da Franca, Igor de Alvarenga Oliveira Icassati Rojas, conta que a escola está em festa. “Como a votação foi online, fizemos uma mobilização muito grande. Professores, estudantes, familiares de alunos, todos se envolveram na divulgação do projeto. É uma emoção muito grande sermos destaque no cenário nacional com um projeto pedagógico como esse. Temos muito trabalho pela frente agora, e estamos muito animados”, disse.

Educar para Transformar

Conduzido pelo Instituto MRV e, nesta sexta edição, em parceria com a Fundação Pitágoras, o “Educar para Transformar” busca propostas com foco em desenvolvimento sustentável para resolver problemáticas de comunidades por meio da Educação. Durante quatro meses, os projetos selecionados receberão aporte financeiro e suporte da equipe, que atuará em encontros presenciais e virtuais, auxiliando no desenvolvimento, capacitando em novos conteúdos e acompanhando a aplicação dos recursos.

Com foco em escolas municipais e estaduais da rede pública de ensinos fundamental e médio, esta edição do “Educar para Transformar” busca envolver todo o corpo escolar de forma coparticipativa na melhoria do clima, do ambiente e das atividades escolares, em diversos aspectos.

Mais lidas