Conecte-se conosco

Minas

Minas Gerais registra 14 mortes em 48h e número de óbitos em decorrência das chuvas triplica no Estado

Publicados

em

Minas Gerais registrou ao menos 14 mortes relacionadas às fortes chuvas nas últimas 48 horas. As informações são do jornal O TEMPO.

Desde o último domingo (9/1), o número de vítimas dos temporais mais que triplicou – até então, seis pessoas haviam perdido a vida, desde o início do período chuvoso, que começou em outubro de 2021, segundo boletim da Defesa Civil do Estado.


E esse número pode ficar ainda maior. As dez mortes que ocorreram em Capitólio, no Sul de Minas, não estão sendo levadas em consideração, já que ocorrem sábado – fora das 48 horas da pesquisa. Os óbitos também não constam no boletim do Estado, já que a causa ainda é investigada.

Somente nesta terça-feira (11), pelo menos duas pessoas morreram por conta das chuvas. À tarde, um homem, que não teve a identidade revelada, morreu após ser atingido por um raio. Chovia no momento da descarga elétrica. Ele estava com um grupo de cerca de 20 pessoas no morro da Pedreira, na serra do Cipó, em Santana do Riacho, na região Central de Minas. Uma mulher de 45 anos precisou ser encaminhada ao Hospital Risoleta Neves, em Venda Nova.
Também na tarde de ontem, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, outro homem, que não teve o nome divulgado, perdeu a vida após o desabamento de um muro de um galpão. Ele acabou soterrado pela estrutura. Um colega da vítima, que pediu anonimato, suspeita que a tragédia tenha acontecido depois que a vítima saiu do abrigo para fazer uma foto da chuva.
“Todo mundo estava se escondendo para se proteger, porque ventava e chovia demais no momento. De repente, o homem se distanciou para fazer um registro. Todo mundo acredita que foi aí que tudo aconteceu, já que houve um barulho muito forte e ele não voltou mais”, detalhou. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou o óbito. A Defesa Civil Municipal, a Polícia Civil e a Guarda Civil estiveram no local.
Arrastadas
No povoado de Canjicas, em Perdigão, na região Centro-Oeste, a chuva arrastou um carro no último sábado. Duas mulheres, de 55 e 79 anos, estavam dentro do veículo. Os corpos foram achados anteontem. A forte correnteza dificultou o trabalho dos bombeiros.

Um barco emprestado por moradores ajudou na operação, que só teve êxito com a diminuição do nível das águas. Um homem que estava no veículo contou que eles tentavam atravessar uma ponte, quando foram surpreendidos pela força das águas. Ele conseguiu se salvar, mas a mãe dele  e a esposa dele acabaram sendo levadas.

Saiba mais

No total, Minas Gerais tem, segundo a Defesa Civil Estadual, 3.481 desabrigados (pessoas que não tem como voltar para caasa) e 13.756 desalojados.

Foto: Divulgação Corpo de Bombeiros Militar

Mais lidas