Conecte-se conosco

Esportes

Cruzeiro anuncia Louzer como novo treinador

Avatar

Publicados

em

Ex-volante de Guarani, Juventude e Caxias, Umberlo Louzer, 40 anos, assume no Cruzeiro o maior desafio de sua ainda jovem carreira como técnico de futebol. A trajetória começou em 2017, ainda no primeiro semestre, como auxiliar de Maurício Barbieri no Guarani. Ele já possuía ano currículo uma boa campanha com o Paulista na Copa São Paulo de futebol júnior.

No Bugre, ele acabou ganhando um cargo de auxiliar técnico permanente mesmo após a queda de Barbieri durante a disputa da Série A2 do Campeonato Paulista. No período em que permaneceu como auxiliar, trabalhou ao lado de Oswaldo Alvarez, Marcelo Cabo, Lisca e Fernando Diniz.

Louzer assumiu o comando técnico do Guarani por uma daquelas fortuitas oportunidades que o futebol concede. No dia 3 janeiro de 2018. Após completar um mês de pré-temporada, Diniz acabou deixando o Guarani tentado por uma oferta do Athletico-PR.

LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE FUTEBOL AQUI NO JORNAL O POPULAR

A diretoria do Guarani resolveu apostar no jovem Louzer, que rapidamente ganhou confiança dos jogadores, superando um início irregular de A2 no Paulistão, quando o time teve duas derrotas em três partidas, para terminar o torneio com o título e a volta à elite do Estadual.

Ele permaneceu no Guarani até a 36ª rodada do Brasileiro da Série B de  2018, quando acabou demitido. Dos 54 pontos conquistados pelo Bugre no torneio nacional, 50 foram sob o comando de Louzer. O time finalizou o certame em nono lugar, registrando uma campanha sólida e sem chance de rebaixamento.

Vila Nova

Louzer foi anunciado como o novo técnico do Vila Nova-GO para a temporada 2019. Mas acabou pedindo demissão do clube no dia 21 de fevereiro. Ele já tinha outro destino em mente. Na passagem pelo futebol goiano, ele fez um bom início de Estadual, avançou na Copa do Brasil ao empatar com o Manaus por 1 a 1, no Amazona.

Coritiba

Três dias depois de deixar o Vila, Louzer assumiu o comando do Coritiba. O comandante teve um bom desempenho no Campeonato Paranaense e tamabém na Série B, onde esteve sempre entre os times cotados para subir à Série A. Foram 23 jogos na segunda divisão no comando do Coxa, com nove vitórias, sete empates e sete derrotas (aproveitamento de 49,27%). Acabou demitido em setembro do ano passado após uma série de seis jogos sem vitórias. O Coritiba, posteriormente, conseguiu o acesso à Série A.

Chapecoense

Umberto Louzer foi contratado pela Chapecoense em fevereiro deste ano. Ele substituiu o demitido Hemerson Maria, e conseguiu acabar com o jejum de três anos sem título do Verdão com uma campanha irretocável de recuperação.

O capixaba assumiu a Chapecoense na sétima rodada, na zona de rebaixamento, e além de salvar o time conquistou a classificação a segunda fase. Nas quartas de final superou Avaí, na semi o Criciúma e na grande final o Brusque. A trajetória do treinador até o título foi de: oito jogos, cinco vitórias, dois empates e apenas uma derrotas. Foram 12 gols marcados e apenas três sofridos.

No Brasileiro

Apesar de um início complicado e múltiplos casos de Covid-19 na equipe, Louzer vem fazendo uma campanha consistente na Chapecoense no que tange à Série B. O time é atualmente o terceiro colocado, com 26 pontos. Com dois jogos a menos no torneio, a equipe venceu sete partidas, empatou cinco e perdeu apenas um jogo.

O perfil tático de Louzer

Ex-volante, Louzer tem como característica propor um futebol reativo. Os fortes de suas equipes são o aspecto defensivo, contra-ataque e bola parada. Para se ter ideia, a Chapecoense possui hoje a melhor defesa da Série B, com quatro gols sofridos. Mas vem carecendo no aspecto produção ofensiva. Foram apenas 11 gols feitos, o quarto pior da segunda divisão. Para se ter ideia, o Cruzeiro já fez 15 gols na disputa. De acordo com o site SofaScore, a Chapecoense é ainda a 17ª em finalizações por jogo, com uma média de 8.4. O cruzeirense também pode esperar um time brigador. A Chapecoense é a quinta equipe mais faltosa da Série B, com uma média de 18,8 infrações por partida.

Nos últimos seis jogos, a Chapecoense empatou quatro partidas. Euler Victor, gestor de futebol da Pluri Consultoria, também analisou o treinador, que possui um futebol pragmático, mas de resultado. Foram seis vitórias por 1 a 0 no torneio nacional.

“O Louzer tem pouco mais de dois anos trabalhando como treinador de equipes profissionais, mas já possui dois títulos estaduais no currículo, mas vem conseguindo fazer um grande trabalho na Chapecoense, com um elenco reduzido, e com algumas dificuldades que o time vem passando. Ele conquistou o título catarinense e montou uma equipe com muito equilíbrio defensivo. Mesmo com a falta de peças no ataque, ele vem conseguindo entegar a pontuação que a equipe precisa, com mais de 60% de aproveitamento na Série B”, apontou o profissional.

“Louzer destaca na Chapecoense pela organização do time, pela saída de bola rápida, tanto que a equipe não perde há seis jogos, venceu grande parte das partidas na Série B pelo placar de 1 a 0. Acredito que ele vai conseguir dar aquele equilíbrio que hoje o Cruzeiro precisa, vai conseguir blindar mais a equipe e conseguir colocar o clube jogando para vencer os adversários da maneira mais simples possível, sem inventar muito. Uma maneira, podemos dizer, pragmática”, acrescentou Euler Victor.

“O Umberto chega ao Cruzeiro para fazer a diferença. É um treinador da nova geração, mas com muito conhecimento e muita gana, acho que é isso que o Cruzeiro precisa hoje, gana de vencer os jogos e sair do Z-4. A equipe tem que no mínimo pensar em deixar a zona de rebaixamento, depois tenta o meio de tabela e posteriormente algo a mais no campeonato”, concluiu o gestor de futebol.

Fonte: Por Josias Pereira –  SuperFC

Foto: Foto: Guarani / Divulgação

Mais lidas