Conecte-se conosco

Saúde

Crianças têm carga viral de Covid-19 superior à de adultos e podem ser mais contagiosas, diz Harvard

Avatar

Publicados

em

Um estudo da conceituada Escola Médica da Universidade de Harvard (EUA) apontou que crianças com a Covid-19 têm maior carga viral nas fases iniciais da doença do que adultos internados em UTI com a mesma doença. Com isso, os cientistas concluíram que as crianças podem ser mais contagiosas.

A pesquisa, publicada nesta quinta-feira (20) na revista “Journal of Pediatrics”, surpreendeu a comunidade médica de todo o mundo. Até então, os especialistas estavam subestimando o potencial de disseminação do novo coronavírus pelas crianças.

O mais recente estudo, considerado um dos mais abrangentes até o momento, foi feito com 192 pessoas com idades entre 0 a 22 anos. O material genético do vírus colhido nas crianças foi comparado com o de adultos hospitalizados, e o resultado mostrou que os menores tinham “altos níveis de vírus” nas vias aéreas.

“Eu não esperava que a carga viral fosse tão alta. Você pensa em um hospital e em todas as precauções tomadas para o tratamento de adultos em casos graves, mas as cargas virais desses pacientes hospitalizados são significativamente mais baixas do que as de uma ‘criança saudável’ que está circulando”, disse Lael Yonker, principal autor do estudo.

Para o pesquisador, o resultado do estudo deve ser analisado pelos governantes para decidir sobre a reabertura das escolas. Em Minas Gerais, o ensino presencial está suspendo desde março. “Este estudo fornece dados necessários para que os legisladores tomem decisões melhores para as escolas, creches e outras instituições que atendem crianças”, explicou o médico.

Pela Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança, todos os menores de 18 anos são considerados crianças. Mas, por decisão metodológica, o estudo incluiu pessoas com até 22 anos.

Fonte: Hoje em Dia

Mais lidas