Conecte-se conosco

Cemig

Com bandeira amarela, conta de luz fica mais barata em janeiro

Israel Silveira

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Medida significa uma cobrança extra de R$ 1,34 a cada 100 kWh consumidos; em dezembro, tarifa extra era de R$ 6,24

A conta de luz dos brasileiros ficará levemente mais barata no mês de janeiro em comparação a dezembro, definiu a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A bandeira tarifária passa a ser a amarela neste mês, o que significa uma cobrança extra de R$ 1,34 a cada 100 kWh consumidos.

Em dezembro, havia sido acionada a bandeira vermelha patamar 2, com uma tarifa extra de R$ 6,24 pela mesma quantidade de energia.

O aumento, no mês passado, foi devido à queda no nível de armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas e a retomada do consumo de energia, antes diminuído pela pandemia da Covid-19.

Agora, a regressão à bandeira amarela se deve a previsões hidrológicas positivas para o período de janeiro, com sinalização de elevação das vazões afluentes aos principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN).

Com isso, espera-se mais capacidade de produção de energia hidrelétrica e, logo, a queda no preço na conta de luz.

Efeitos da pandemia

Esta é a segunda vez, desde o início da pandemia de Covid-19, que a Aneel decide acionar uma bandeira tarifária não isenta de cobrança.

Em maio, a reguladora havia decidido manter a bandeira verde (sem cobrança extra) acionada até 31 de dezembro.

No entanto, a queda no nível de armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas e a volta do consumo de energia levaram ao acionamento da bandeira tarifária vermelha, que agora regrediu para a amarela.

  • Fonte: O Tempo
Leia mais...
Propaganda

Mais lidas