Conecte-se conosco

Esportes

Com 100% de aproveitamento em casa, Atlético recebe o Vasco para tentar abrir cinco pontos na liderança

Israel Silveira

Publicados

em

Time comandado por Jorge Sampaoli vem embalado pelas vitórias sobre Bragantino, Atlético-GO e Grêmio

Impiedoso em casa contra todos os adversários pelo Campeonato Brasileiro, o Atlético vive a expectativa de mais uma boa atuação no Mineirão. Depois da convincente vitória sobre o Grêmio, no fim de semana passado, o time de Jorge Sampaoli vai encarar o Vasco neste domingo, às 20h30 (de Brasília), com o desafio de manter o ótimo rendimento como mandante, já que a liderança está assegurada pela terceira rodada consecutiva – pois o Internacional ficou no empate com o Grêmio (1 a 1), ontem. Em BH, o Galo tem 100% de aproveitamento em cinco partidas, com 13 gols marcados e quatro sofridos.
Em seu melhor momento na competição, o alvinegro pode aumentar para cinco pontos a vantagem na dianteira. Além de fazer sua parte em campo, a equipe tem se aproveitado do fato de que os concorrentes disputam outras competições simultaneamente ao Brasileiro. Conseguir uma boa margem de frente pode ser interessante no planejamento para dar fim ao jejum de quase meio século sem o título da competição.
O Atlético chega para o confronto com os vascaínos embalado pela boa performance do atacante Keno. Nos últimos dois jogos, o camisa 11, uma das principais contratações em 2020, foi decisivo com três gols, tanto na virada sobre o Atlético-GO por 4 a 3, em Goiânia, como nos 3 a 1 sobre o Grêmio, no Mineirão. Ele já é o artilheiro do Galo na temporada e no Brasileiro, com 7 gols.
Depois de passar por Pyramids (Egito) e Al Jazira (Emirados Árabes), Keno chegou ao Brasil disposto a recuperar o bom futebol dos tempos em que defendeu o Palmeiras. Ele entende que aos poucos vai se adaptando à equipe e ganhando entrosamento com os companheiros. “Estou indo muito bem, minha forma física está voltando. Meu futebol também, todo mundo estava esperando o futebol de 2016 e 2018. É questão de tempo, estou me adaptando muito bem nos treinos. Tem os companheiros também, que me apoiam bastante, o que me dá mais confiança nas partidas”.
Assim como a torcida do Galo, Keno sonha alto com a conquista do Brasileiro. Ele deixou o Palmeiras sem o gosto de ser campeão da competição por pontos corridos – o time paulista conquistaria o título em 2018, ano em que ele se transferiu para o Pyramids. No mundo árabe, não viveu treinos e calendário tão intensos como no Brasil. Por isso, demorou para balançar as redes pela primeira vez pelo Galo e chegou a ser criticado por uma legião de torcedores.
O atacante acredita que poderá ter atuações mais regulares e elogia o apoio dado por Sampaoli: “Ele sabia que eu vinha de uma competição lá fora que era muito abaixo do futebol brasileiro, um futebol que não tinha intensidade, de poucos treinos. Conversou comigo, disse que é bastante intenso, que tem que trabalhar muito, correr muito, sempre me apoiando quando eu não estava vivendo um momento bom. Mas eu estava de cabeça tranquila, sabia que ia voltar ao normal, que voltaria a me dar bem, porque conheço meu corpo, meu futebol”.

Volta do capitão

Contra o Vasco, o Atlético deve ter o retorno do capitão Réver, que treinou com os companheiros durante a semana depois de passar por cirurgia no nariz. Sampaoli contará ainda com o paraguaio Junior Alonso, com o equatoriano Alan Franco e com o venezuelano Savarino, que se apresentam às suas seleções amanhã para as duas primeiras rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas – eles desfalcarão o Galo contra Fortaleza, Goiás e Fluminense.

Sonho em BH

Vindo de empate com o Bragantino por 1 a 1 em casa, o Vasco vive a expectativa de entrar no grupo dos quatro primeiros do Brasileiro se surpreender o Galo, em Belo Horizonte. A última vitória do time carioca foi no clássico contra o Botafogo, por 3 a 2, em 13 de setembro. Elogiado pelo bom desempenho da equipe, o técnico Ramon Menezes escalará sua força máxima para tentar bater o time de Sampaoli. O trio Cano, Benítez e Talles está confirmado no ataque. Quem também está confirmado é o zagueiro Ricardo Graça, recuperado de problema muscular. Por outro lado, o armador Juninho teve constatado lesão na coxa direita e não atua em Belo Horizonte.

ATLÉTICO X VASCO

Atlético
Everson; Guga, Réver, Junior Alonso e Guiherme Arana; Jair, Allan, Alan Franco (Nathan), Savarino e Keno; Eduardo Sasha
Técnico: Jorge Sampaoli
Vasco
Fernando Miguel, Miranda, Ricardo, Castán e Henrique; Andrey, Marcos Júnior (Bruno Gomes), Benitez, Vinícius e Talles Magno; Cano
Técnico: Ramon Menezes
Motivo: 13ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 3 de outubro de 2020 (domingo), às 20h30
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: JorgeEduardo Bernardi e José Eduardo Calza (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
* Fonte: Super Esporte

Mais lidas