Conecte-se conosco

Brasil

Bebê de três meses morre após ser deixado em casa com irmãos

Publicados

em

Pais são presos por abandono de incapaz

Um bebê de três meses foi achado morto dentro de casa no município de Aliança, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. Segundo a Polícia Civil, os pais da criança saíram de casa de deixaram os quatro filhos sozinhos. Quando voltaram, o bebê estava sem vida. A mulher de 31 anos e o homem de 21 anos foram presos em flagrante por abandono de incapaz. As informações são do portal G1.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o casal foi encaminhado para a Delegacia de Plantão de Goiana para a realização dos procedimentos legais e foi instaurado inquérito policial para apurar o caso. As crianças foram encaminhadas para o Conselho Tutelar.


Uma equipe da Polícia Militar (PM) seguiu para a casa da família após uma denúncia. Por nota, a PM informou que os policiais encontraram o bebê morto em cima da cama na casa, onde também estavam os pais e os outros três filhos.

“Eles informaram que, na noite anterior, haviam consumido drogas e saído de casa, deixando as crianças sozinhas”, disse a PM, por nota.

Peritos do Instituto de Criminalística (IC) estiveram no local. Durante a perícia preliminar, não foram encontradas marcas de violência no corpo do bebê. As idades dos outros três filhos do casal não foram divulgadas.

Imagens enviadas para o WhatsApp da TV Globomostram a comoção dos moradores do município ao redor da casa da família. Em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), as imagens não foram publicadas, já que os envolvidos no caso não podem ser identificados.

Os vídeos mostram o pai do bebê sendo algemado por policiais militares e também várias pessoas ao redor do imóvel. As imagens também mostram um homem afirmando que, se a polícia não impedisse, as pessoas iriam “pegar” o casal.

Uma técnica de enfermagem de 46 anos que preferiu não ser identificada afirmou ao g1 que todos os moradores do local ficaram chocados com o que aconteceu.

“O que se diz é que, se a polícia não chegasse logo, algumas pessoas da comunidade teriam feito justiça com as próprias mãos. Todo mundo ficou superrevoltado”, disse a mulher.

Foto: Reprodução/WhatsApp

Mais lidas