Conecte-se conosco

Política

Após dizer que “não roubou tanto”, ex-prefeito é expulso do partido

Avatar

Publicados

em

O ex-prefeito de Cocal, no interior do Piauí, José Maria Monção, foi expulso do PTB. Durante uma convenção partidária realizada no último domingo, 06 de setembro, o político disse que roubou menos que o atual chefe do Executivo da cidade.

De acordo com o portal G1, o presidente da sigla no Estado, João Vicente Claudino, disse que, com as declarações, Monção tornou-se um réu confesso e que agiu como se estivesse em um “campeonato de desvio de dinheiro público”.

LEIA MAIS… CONFIRA AQUI MAIS NOTÍCIAS SOBRE POLÍTICA

“Ele se tornou um réu confesso, se não fez isso em juízo, fez em público. Não estou surpreendido pelas declarações, ele sempre teve esse estilo jocoso, debochado, mas fui pego de surpresa por ele ainda estar filiado. Quando soube, pedi para verificarem, comuniquei ao partido e, por meio de uma comissão provisória, tomamos a decisão da expulsão de imediato, no primeiro dia útil após a declaração. O que ele fez foi como se estivesse em um campeonato de desvio de dinheiro público, querendo saber quem roubou mais”, contou.

Entenda

Durante a convenção do MDB, um dos cabos eleitorais do pré-candidato e ex-prefeito da cidade, José Monção, admitiu ter roubado a prefeitura: “Se eu tivesse feito tudo direito não tinha ido preso, né? Se eu fui preso tem algum motivo”, afirmou.

A fala sincera do ex-prefeito é seguida por risadas desavergonhadas do público e de políticos locais, entre os quais o Senador Ciro Nogueira, presidente nacional do PP e o prefeito de Teresina, capital do Estado, Firmino Filho (PSDB).

Veja o vídeo com as falas do ex-prefeito durante a convenção:

 

Fonte: O Tempo

Leia mais...

Mais lidas