Conecte-se conosco

Calçados

Abicalçados chega a acordo para logística reversa de embalagens

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) termina 2018 com uma boa notícia para o setor calçadista nacional. Durante todo o ano, a entidade trabalhou, através de sua Assessoria Jurídica, com o apoio do advogado Elias da Silveira Neto e um grupo técnico formado por grandes empresas da atividade – Grendene, Beira Rio, Arezzo e Grupo Dass – em um Sistema de Logística Reversa (SRL) para embalagens de calçados.

A coordenadora da Assessoria Jurídica da entidade, Suély Muhl, conta que o caso remete à Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que exige a aplicação de um sistema para logística reversa de embalagens. A partir da exigência legal, a entidade calçadista passou a trabalhar na elaboração de um projeto acordado com o Ministério Público do Estado do Mato Grosso do Sul dentro de um Termo de Cooperação Ambiental (TCA). A advogada recorda que o termo foi resultado de um inquérito instaurado pela Promotoria de Justiça da Comarca de Campo Grande/MS, que foi arquivado em função do compromisso assinado junto à Abicalçados enquanto representante do setor calçadista nacional. “Com isso, estamos desenvolvendo um sistema de logística reversa próprio para as embalagens do setor calçadista, com as peculiaridades que este possui frente a outros segmentos industriais”, justifica.

O projeto, apresentado para o MPE/MS em dezembro, prevê parcerias com cooperativas de catadores e assemelhados, programa de estímulo a não geração e redução de resíduos, programa de estímulo à utilização de embalagens recicladas, pontos de entrega voluntária (PVEs) e educação ambiental.  “No ato da assinatura do TCA firmado, a Abicalçados adicionou anexo com a relação das suas empresas associadas, que ficam automaticamente cobertas pelo acordo”, informa Suély, ressaltando que as mesmas têm até o dia 31 de março de 2019 para a adesão. “Em caso de não adesão, essas estarão sujeitas a não cobertura pelo TCA e às providências da lei e do MP”, acrescenta.

Gestão

A empresa New Hope Ecotech, criadora do Selo Eureciclo, será a gestora do projeto e terá suas atribuições elencadas diretamente com a indústria que aderi-lo, através de contrato entre as partes. Conforme o compromisso, os dados das empresas serão anualmente coletados até o dia 31 de março de cada ano, como forma de calcular a pegada de logística reversa no período e a partir da quantidade de pares comercializados na área de abrangência, que, por ora, é o Estado do Mato Grosso do Sul. “A Abicalçados, antecipando ações que possam vir a ocorrer em outras comarcas, está trabalhando para firmar um TCA em nível nacional, junto ao Ministério do Meio Ambiente”, conclui Suély.

Leia mais...
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas