Conecte-se conosco

Ministério Público

Vereador é denunciado pelo MPMG por tentar matar a mulher após ela ter acessado rede social sem a sua autorização

Publicados

em

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) ofereceu, nessa quinta-feira, denúncia contra um vereador de Serranópolis de Minas, no norte do estado, preso no dia 28 de setembro, após tentar matar a companheira. As informações são do portal G37.


Além da tentativa de homicídio qualificado, por motivo torpe e asfixia, a denúncia imputa ao acusado o crime de ameaça, por duas vezes. Segundo o MPMG, os crimes ocorreram no contexto de violência doméstica e familiar contra a mulher.

A denúncia aponta que o vereador, inconformado com o fato de a mulher, sem a sua autorização, acessar redes sociais pelo telefone dela, conduziu a vítima para o quintal de sua residência e passou a ameaçá-la com um pedaço de pau. Ao gritar por socorro, a ofendida foi presa pelo pescoço com uma corda.

O MPMG descreve que o acusado então a derrubou no chão e a arrastou por metros até um troco onde a amarrou. “A vítima só não veio a óbito pois, enquanto era arrastada, puxava a corda em sentido contrário, evitando sua total tensão e, consequentemente, a asfixia por estrangulamento”, diz trecho da denúncia.

Os fatos ocorreram no dia 21 de setembro, em local conhecido como Fazenda Sanharol, na zona rural de Serranópolis de Minas. Além disso, no mesmo dia, o agressor ameaçou a mulher, dizendo que a mataria se ela fizesse denúncia à polícia, que tomou conhecimento dos fatos no dia 23 daquele mês.

Antes de sua prisão, segundo a denúncia, o acusado, no dia 27 de setembro, ainda retornou à residência e mais uma vez ameaçou a mulher, dizendo que a mataria se ela não retirasse as queixas e as medidas protetivas.

Foto: imagem ilustrativa Divulgação Prefeitura de Serranópolis de Minas

Mais lidas