Conecte-se conosco

Minas

Uma em cada quatro cidades de Minas tem toque de recolher para conter Covid

Israel Silveira

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Três dias depois do anúncio da onda roxa, governo já ampliou as restrições para, ao menos, 213 cidades

A criação da onda roxa no programa Minas Consciente, anunciada pelo governador Romeu Zema (Novo) no último dia 3, contemplaria inicialmente apenas duas macrorregionais de saúde e afetaria 60 municípios com medidas mais severas para conter o avanço do coronavírus no Estado. Três dias depois do anúncio, o governo já ampliou as restrições para ao menos 213 cidades, o equivalente a 25% dos municípios mineiros. As regiões inseridas na onda roxa englobam agora 5,1 milhões de habitantes, o que também corresponde a cerca de um quarto da população total do Estado.


Como uma das medidas inclusas na onda roxa é o toque de recolher nas cidades entre 20h e 5h, significa dizer que após as recentes decisões do governo, principalmente as tomadas em reuniões neste sábado (6), um a cada quatro municípios mineiros vai ter o toque de recolher durante parte da noite e madrugada.

Por meio de nota, o governo de Minas, afirmou que a Secretaria de Estado de Saúde e a Secretaria de Estado de Governo convocaram os prefeitos e secretários municipais de saúde das macrorregionais Triângulo Sul e Norte para o alinhamento na tomada de decisões frente à situação epidemiológica nas respectivas localidades.

Além das 194 cidades que estão na onda roxa por determinação do governo, outros 19 municípios aderiram ao patamar mais severo de combate de forma voluntária.

O protocolo mais rígido de combate ao coronavírus foi anunciado pelo governador Romeu Zema (Novo) no último dia 3 e, inicialmente, estava prevista para as macrorregiões Noroeste e Triângulo Norte. Os critérios anunciados para uma região adentrar à onda roxa são taxa de distanciamento social; desassistência e taxa de ocupação de leitos; a taxa de incidência e surtos e a taxa de óbitos.

Já entre as medidas adotadas estão a suspensão das cirurgias eletivas; apoio das forças de segurança; circulação de pessoas apenas relacionadas à atividades essenciais; proibição de circulação de pessoas e carros em atividade não essenciais; toque de recolher entre 20h e 5h; proibição da circulação de pessoas sem máscara em espaços públicos e privados; proibição de circulação de pessoas com sintomas de gripe, exceto se for para realizar consultas ou exames; proibição de reuniões presenciais, inclusive mesma família que não moram juntos; proibição de eventos públicos ou privados que possam gerar aglomeração e barreiras sanitárias de vigilância.

VEJA A LISTA DE MUNICÍPIOS NA ONDA ROXA, POR REGIÃO:

Região Noroeste:

Arapuá, Arinos, Bonfinópolis de Minas, Brasilândia de Minas, Buritis, Cabeceira Grande, Carmo do Paranaíba, Chapada Gaúcha, Cruzeiro da Fortaleza, Dom Bosco, Formoso, Guarda-Mor, Guimarânia, João Pinheiro, Lagamar, Lagoa Formosa, Lagoa Grande, Matutina, Natalândia, Paracatu, Patos de Minas, Presidente Olegário, Riachinho, Rio Paranaíba, Santa Rosa da Serra, São Gonçalo do Abaeté, São Gotardo, Serra do Salitre, Tiros, Unaí, Uruana de Minas, Varjão de Minas e Vazante.

Região Triângulo do Norte:

Abadia dos Dourados, Araguari, Araporã, Cachoeira Dourada, Campina Verde, Canápolis, Capinópolis, Cascalho Rico, Centralina, Coromandel, Douradoquara, Estrela do Sul, Grupiara, Gurinhatã, Indianópolis, Ipiaçu, Iraí de Minas, Ituiutaba, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Nova Ponte, Patrocínio, Prata, Romaria, Santa Vitória, Tupaciguara e Uberlândia.

Região Triângulo do Sul:

Água Comprida, Araxá, Campo Florido, Campos Altos, Carneirinho, Comendador Gomes, Conceição das Alagoas, Conquista, Delta, Fronteira, Frutal, Ibiá, Itapagipe, Iturama, Limeira do Oeste, Pedrinópolis, Perdizes, Pirajuba, Planura, Pratinha, Sacramento, Santa Juliana, São Francisco de Sales, Tapira, Uberaba, União de Minas e Veríssimo.

Região Norte:

Berizal, Bocaiúva, Bonito de Minas, Botumirim, Brasília de Minas, Buritizeiro, Campo Azul, Capitão Enéas, Catuti, Claro dos Poções, Cônego Marinho, Coração de Jesus, Cristália, Curral de Dentro, Engenheiro Navarro, Espinosa, Francisco Dumont, Francisco Sá, Fruta de Leite, Gameleiras, Glaucilândia, Grão Mogol, Guaraciama, Ibiaí, Ibiracatu, Icaraí de Minas, Indaiabira, Itacambira, Itacarambi, Jaíba, Janaúba, Januária, Japonvar, Jequitaí, Joaquim Felício, Josenópolis, Juramento, Juvenília, Lagoa dos Patos, Lassance, Lontra, Luislândia, Mamonas, Manga, Matias Cardoso, Mato Verde, Mirabela, Miravânia, Montalvânia, Monte Azul, Montes Claros, Montezuma, Ninheira, Nova Porteirinha, Novorizonte, Olhos-d’Água, Padre Carvalho, Pai Pedro, Patis, Pedras de Maria da Cruz, Pintópolis, Pirapora, Ponto Chique, Porteirinha, Riacho dos Machados, Rio Pardo de Minas, Rubelita, Salinas, Santa Cruz de Salinas, Santa Fé de Minas, Santo Antônio do Retiro, São Francisco, São João da Lagoa, São João da Ponte, São João das Missões, São João do Pacuí, São João do Paraíso, São Romão, Serranópolis de Minas, Taiobeiras, Ubaí, Urucuia, Vargem Grande do Rio Pardo, Várzea da Palma, Varzelândia e Verdelândia.

Microrregião de Ponte Nova:

Acaiaca, Alvinópolis, Amparo do Serra, Barra Longa, Diogo de Vasconcelos, Dom Silvério, Guaraciaba, Jequeri, Oratórios, Piedade de Ponte Nova, Ponte Nova, Raul Soares, Rio Casca, Rio Doce, Santa Cruz do Escalvado, Santo Antônio do Grama, São José do Goiabal, São Pedro dos Ferros, Sem-Peixe, Sericita e Urucânia.

Adesões voluntárias:

Alvinópolis, Barão de Cocais, Bela Vista de Minas, Bom Jesus do Amparo, Catas Altas, Dom Silvério, Ferros, Itabira, Itambé do Mato Dentro, Morro do Pilar, Nova Era, Ouro Preto, Passabém, Rio Piracicaba, Santa Bárbara, Santa Maria de Itabira, São Domingos do Prata, São Gonçalo do Rio Abaixo e Sem Peixe.

  • Fonte: O Tempo

Mais lidas