Conecte-se conosco

Policial

Teresinha do Salão registra ocorrência após áudio onde vereadora é ameaçada de morte ser divulgado

Avatar

Publicados

em

Mais uma polêmica relacionada aos vereadores de Nova Serrana viralizou nos grupos de redes sociais. Agora uma série de áudios foram divulgados onde uma pessoa ainda não identificada falava para um candidato a vereador que iria passar a carreta sobre a vereadora Teresinha do Salão (Avante), o motivo segundo informado, a vereadora não teria pago um valor em dinheiro prometido na campanha.

Os áudios tomaram conhecimento popular sendo compartilhados em diversos grupos de Nova Serrana. Segundo a própria Teresinha, o candidato a vereador Almir Pintor (Solidariedade) faz diversas perguntas a um popular não identificado, que responde ao candidato que trabalhou na campanha do prefeito Euzebio Lago e Teresinha do Salão, sendo que da vereadora não recebeu o valor de R$ 500,00  combinado pelo serviço.

No áudio compartilhado, o suspeito que alega ter trabalhado na campanha da vereadora, afirmou que procurou o marido de Terezinha, e teria ameaçado a vereadora, afirmando que vai passar a carreta em cima de Teresinha e se ela não morrer ele vai dar ré com a carreta em cima dela novamente para acabar de matar a vereadora.

LEIA MAIS SOBRE NOVA SERRANA AQUI NO JORNAL O POPULAR

Diante das ameaças, Teresinha do Salão então procurou a polícia e registrou o boletim de ocorrência, por temer pela própria vida.

Segundo informou a vereadora para nossa reportagem, “não existiu qualquer tipo de vinculo de contrato entre um motorista e a campanha”. Em um dos áudios da conversa entre Almir Pintor e o popular, foi informado que o mesmo receberia para participar de uma carreata, contudo Teresinha salientou que não promoveu tal ação.

Conforme relatou a vereadora para nossa reportagem “minha campanha sempre foi feita olho no olho, de porta em porta, com a maior honestidade, transparência e simplicidade possível. Não faço política dessa forma, trabalhamos duro na campanha, visitando pessoalmente cada um dos eleitores, não fiz qualquer carreata, e diante das ameaças fui orientada pelos advogados da Câmara a prestar a queixa pelas ameaças que foram proferidas”. Afirmou Teresinha.

O fato agora seguirá sendo avaliado pela justiça, uma vez que a ocorrência foi devidamente registrada pela vereadora.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mais lidas