Conecte-se conosco

Calçados

Sindinova justifica cancelamento da feira e anuncia medidas para minimizar impactos para os expositores

Avatar

Publicados

em

O Sindicato Intermunicipal das Indústrias Calçadistas do Pólo de Nova Serrana (Sindinova), divulgou no fim da manhã desta segunda-feira, dia 16 de março, um posicionamento oficial quanto ao cancelamento da 25ª Fenova.

Segundo informado pelo diretor financeiro do Sindinova, Junior César Silva, a medida de cancelar o evento foi tomada após o Governador de Minas Gerais, Romeu Zema, determinar o cancelamento de todas as ações públicas onde poderiam haver a aglomeração acima de 100 pessoas.

Conforme informado, o governo ainda orientou que o setor privado também realizasse o cancelamento de tais eventos, sendo assim prezando pela saúde e bem estar da indústria o sindicato entendeu por bem adiar a realização do evento para o mês de agosto, quanto ocorreria a 26ª edição da feira.

“Essa medida visa resguardar a saúde dos trabalhadores e todos aqueles envolvidos na indústria calçadista e também tentar diminuir a propagação do coronavírus e o covid-19”. Disse Junior.

Ainda de acordo com Junior, o Sindinova vai viabilizar um canal online para que os expositores possam divulgar os produtores que estariam no estandes das feiras, tendo o sindicato como um canal aproximados entre lojistas e industriais, para que os negócios possam acontecer e os impactos econômicos sejam minimizados.

“E tentando minimizar os impactos econômicos e financeiros para os fabricantes e expositores da feira, o Sindinova vai disponibilizar no site da Fenova um canal para expor os calçados virtualmente e os lojistas que viriam a feira serão comunicados sobre esse canal para que tenham a oportunidade de entrar na pagina do Sindinova, visitar as industrias que iriam expor, ver os produtos que seriam expostos na feira e consequentemente que possam realizar negócios com os fabricantes”. Finalizou o diretor-financeiro do Sindinova, Junior César Silva.

Confira abaixo o áudio encaminhado pela assessoria de comunicação do Sindinova

Mais lidas