Conecte-se conosco

Editorial

Mente e desmente

Israel Silveira

Publicados

em

As coisas agora são assim, em pleno período eleitoral um disse que me disse, que disse mentira, mas era verdade, tem literalmente embolado o entendimento da população e Nova Serrana.

Uns falam que a Copasa está de saída, com contrato cancelado, outros dizem que é tudo mentira, há quem diga que a empresa está sendo massa de manobra para o diabo, há quem reze que ela será o trunfo eleitoral para a reeleição, sem que de fato a estatal deixe a cidade.

Dai surgem de pelo menos dois lados eleitorais, ataques e confrontos nas redes sociais. E seguindo nessa celeuma uns divulgam o vídeo do diretor de operações da Estatal informando que investimentos serão feitos desde já.

Do outro lado o funcionário do “segundo escalão”(como disse Heleno de Freitas) do executivo municipal, vai para a frente do vídeo e sem nenhum constrangimento e com a maior autoridade possível afirma que “o vídeo do diretor não passa de uma fake News”.

Antes de seguirmos, queremos dizer, no entanto, que temos toda a estima pelo procurador adjunto do executivo municipal. Advogado que tem se mostrado muito competente e que até onde temos conhecimento presta seu serviço com perícia. Mas não podemos deixar de colocar uma pimenta nas coisas, já que até o momento esse tempero está meio sem graça.

Vejam só, a briga agora quase que é por rejeitar recursos e obras. Tardiamente a Copasa parece que deseja tirar o atraso de anos com um serviço incompetente e desrespeitoso com o cidadão e contribuinte (claro que por ser em período eleitoral isso se torna pelo menos duvidoso).

Do outro lado o atual gestor que prometeu pau na moleira da estatal, se pega em um momento crucial de sua reeleição, sendo contestado por tomar uma medida, diante daquilo que a população de Nova Serrana mais odeia.

Para se ter uma ideia da situação da Copasa em Nova Serrana, em uma conversa de boteco, ao qual o nosso amigo e colunista Osvaldo de Évora estava presente, perguntamos os nossos colegas de gole o que mais desejam para 2021. Se pudessem escolher uma coisa o que seria?

A ingenuidade desse Popular e de nosso colunista Osvaldo, de imediato pensou: a cura do coronavírus. Mas nada disso, os amigos do gole queriam é que quando chegassem em casa durante todos os dias de 2021 houvesse água nas torneiras.

Um ainda brincou: cheguei a ficar de quarentena assintomático, mas fiquei, e foram os piores dias da minha vida. Não sabia que a vida da minha mulher sem água dentro de casa, por causa da Copasa era tão difícil.

Claro que esse diálogo foi um conversa de botequim, mas isso nos mostrou uma coisa. A briga pela Copasa, pelo fornecimento de água, além de ser algo que tem um intere$$e $ocial, é também um trunfo eleitoral.

Sendo assim caros leitores, acreditem, ainda vai ter muito o que se falar sobre a tal conce$$ão de água e esgoto em nossa cidade. Na próxima terça-feira (10), esse será mais um projeto alvo de discussão e politicagem, e claro, no debate realizado pela parceria entre o Jornal O Popular, Rádio 104.9 e WTZ Filmes, com certeza de uma forma ou de outra será jogado no ventilador.

Encerrando nosso editorial, gostaríamos de dizer que nosso desejo é que as coisas caminhem de forma amistosa para o fim desse período eleitoral. Não podemos no entanto, após avaliar os fatos julgar que há mentiras quanto a essa questão da Copasa. O que percebemos é que há manipulação da verdade, em pontos de vista diferentes.

Ambos os lados estão falando a verdade.

A copasa, vai sim fazer os investimentos anunciados, a concessão foi sim cassada por um processo administrativo. E a maior verdade de todas. Nesse atrito, os grandes prejudicados são o Povo de Nova Serrana, que nesse momento são manipulados pela lama política eleitoral, e não tem em muitos dias dessa campanha, sequer água em casa para poder se lavar.

Jornalista - 11407 MTb - Editor chefe do Jornal O Popular

Mais lidas