Conecte-se conosco

Colunistas

Holofotes – centro das atenções – a ganância e o poder – a humanidade

Welder Gontijo

Publicados

em

HOLOFOTES – CENTRO DAS ATENÇÕES – A GANÂNCIA E O PODER – A HUMANIDADE

É comum ouvirmos de pessoas com idade mais avançada, conhecidos por sua experiência de vida a seguinte frase: “depois do ocorrido, os dias já não são mais como eram antes”. Seguindo este raciocínio, podemos entender que Nova Serrana, após a fatídica manhã da última terça feira, sete de maio de dois mil e dezenove, viu sua história política, substancialmente mudar e mudar para pior. Em momento algum, nunca se viu nos registros deste tão promissor município um fato que pudesse causar tanta notoriedade, infelizmente esta notoriedade que repercutiu em todo território nacional não se deu pela geração de empregos, pelo crescimento populacional, pela arrecadação de recursos financeiros, pela realização de grandes obras ou mesmo de um grande evento.

HOLOFOTES

Logo pela manha, ao ligar a TV para acompanharmos as primeiras notícias do dia, somos surpreendidos pela informação de que uma grande operação estaria ocorrendo naquele momento, tendo como alvo seis vereadores e a própria câmara municipal. Segundo divulgado, a origem dos fatos se deu através de uma denúncia anônima junto à ouvidoria do Ministério Público Estadual, que após a fase investigatória, entendeu que os referidos vereadores, estariam cometendo alguns crimes, inclusive de peculato, contratando servidores fantasmas, ou seja, que não trabalhavam, mas recebiam regularmente suas remunerações, lesando o erário.

CENTRO DAS ATENÇÕES

Sem dúvidas, nesta semana, o caso envolvendo o afastamento por tempo indeterminado de seis vereadores, fato que até então nunca havia acontecido na história do município, tomou conta dos bate papos nas rodas de amigos, filas de bancos e supermercados, no rádio e na TV e naturalmente com grande ênfase nas redes sociais. Não foram poucos os comentários que demonstravam a insatisfação e o desapontamento pelo ocorrido em face de alguns vereadores que até então entendiam estar fazendo um bom trabalho, alguns que diziam ser defensores dos desabrigados, outros de uma saúde melhor e mais humanitária, do meio religioso, esportivo, etc., enfim que cumpriam seu papel de legislar e principalmente fiscalizar.

DEFESA

Aos afastados é assegurado o direito da ampla e irrestrita defesa diante das acusações apontadas, o que neste momento não seria justo que fossem tratados como condenados. Pelo que se sabe, o pedido de afastamento, a princípio não fixou prazo nem tratou da suspensão da remuneração dos afastados, bem como da convocação dos suplentes, certo é que a casa precisa recompor com urgência seu quadro de representantes do legislativo, tendo em vista a definição dos membros da mesa diretora, suas comissões temáticas e da CPI em andamento é de fundamental importância para o prosseguimento dos trabalhos. É possível que a qualquer momento possa ser concedido pela justiça o retorno dos afastados as suas funções, bem como a negativa do pedido. Enquanto isso, diante do afastamento dos mesmos, deverá ser determinada por ordem judicial (caso não ocorra a reintegração) a convocação dos suplentes para que assumam as cadeiras que por ora se encontram vagas, a fim de se recompor o número de representantes do legislativo municipal.

CULPADOS OU INOCENTES?

Neste momento, seria um tanto quanto prematuro afirmar que os vereadores afastados são culpados ou inocentes. As circunstâncias podem se alterar substancialmente, concedendo aos mesmos a possibilidade de voltarem a ocupar seus cargos, mas também é possível que a medida cautelar se torne definitiva, respondendo além dos crimes tipificados nas investigações, com a consequente perda do mandato eletivo e possivelmente no impedimento de uma nova candidatura a um cargo público pelos próximos oito anos. Para que a operação fosse deflagrada uma longa fase investigativa foi montada. Oitiva de investigados e de assessores parlamentares, monitoramento de envolvidos, quebra de sigilo telefônico, etc. O pedido interposto pelo Ministério Publico junto ao Judiciário foi atendido de imediato, o que leva a crer que todos os elementos que fundamentaram a presente ação, foram substancialmente relevantes e satisfatórios para a execução da mesma.

O PRINCÍPIO PEDAGÓGICO DA AÇÃO

Se neste momento não é oportuno falarmos em condenação ou absolvição, é um tanto quanto relevante observarmos o efeito pedagógico que a mesma já trouxe. As ações do legislativo devem se tratar única e exclusivamente das funções legislativas. Tantas vezes, por esta coluna foi observada que as funções que o legislativo tentava implementar seriam de competência do executivo. Nunca se viu tantos projetos de leis com vícios de iniciativa, que por força constitucional não poderiam ter origem no legislativo, sem contar a implementação de diversos serviços e ações que também fogem da competência legislativa, usurpando as funções do executivo.

A GANÂNCIA E O PODER

A busca insaciável de riquezas e poder obscurece a mente. Transforma em pedra o coração do ser humano. A ganância faz esquecer o bem comum e é quase sempre alimentada por mentiras e corrupção. Quando o poder e o dinheiro são colocados em primeiro lugar, organizações e até sociedades inteiras enterram valores que são eternos. A ausência de justiça coloca pessoas contra pessoas, estados contra estados, países contra países. A ganância mata os mais nobres sentimentos humanos, como a verdade, o respeito, o amor e leva a práticas condenáveis. Quem não conhece a história do apóstolo Judas Iscariotes, que entregou Jesus aos sacerdotes judeus por 30 moedas de prata? Sua sede de riqueza não teve limites, como não tem limites o que fazem os filhos que se apossam, antes da hora, de bens que com sacrifício os pais acumularam, e o que fazem alguns governantes e políticos com dinheiro público.

DIA DAS MÃES

A homenagem às mães teve origem na Grécia e Roma antiga, nas festas que ocorriam nas primaveras. Com o passar dos tempos, estas homenagens foram ganhando porte e adquirindo um lugar de destaque em quase todas as partes do mundo, em diferentes épocas. No Brasil o dia das mães é comemorado no segundo domingo do mês de maio, assim como no Japão, Estados Unidos e Itália. A partir de 1947, por intermédio do Arcebispo Dom Jaime de Barros Camara, a data foi reconhecida pela igreja católica, passando a fazer parte de seu calendário oficial. Ser mãe é exercer com total dedicação a missão mais sublime que Deus confiou à mulher, ela é o alicerce da vida, a expressão do amor que nos dá e nos renova a cada dia com carinho, é doção completa e sem medida, sem nada esperar pela retribuição. Parabéns a todas as mães, especialmente a minha mãe, que pelo primeiro ano não a teremos conosco, mas que permanece em nossos corações.

A HUMANIDADE

Perguntaram a Dalai Lama: “O que mais te surpreende na humanidade?” Ele respondeu: “Os homens… Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde… Por que pensam ansiosamente no futuro e, por isso, esquecem-se do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente, nem o futuro… E por que vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se nunca tivessem vivido!” Dalai Lama.

WELDER GERALDO GONTIJO é advogado e contador, especialista em Direito e Processo do Trabalho, articulista político, foi secretario municipal de Nova Serrana na gestão 2013/2016.

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas