Conecte-se conosco

Colunistas

Envelhecimento

Cláudia Kaderli

Publicados

em

“Depois de completar 30 anos, ganhei 5 quilos da noite para o dia”.

“Tenho de me exercitar duas vezes mais aos 40 anos para obter os benefícios que eu conseguiria aos 20 anos”.

“Agora que estou com 50 anos, não consigo me livrar desses quilos – eles não desaparecem!”.

Engordar ao envelhecer é um rito de passagem comum. A relação entre a idade e a aquisição de peso é batalha difícil, pois as pessoas após os 30 anos entram num processo denominado sarcopenia, que é a perda gradativa da massa magra, que geralmente são substituídos por gordura. A perda de músculos representa um metabolismo mais lento. Se está se alimentando do mesmo jeito, você começará a engordar por que seu metabolismo desacelerou.

Além disso, as mudanças hormonais relacionadas à idade afetam os depósitos de gordura. Quando a mulher se aproxima ou entra na menopausa, os níveis de estrógeno diminuem, o que causa um infeliz acúmulo de gordura na região abdominal. Nos homens, os níveis de testosterona diminuem, causando também perda de músculos e aumento de gordura. A idade também influencia nossa atividade – não temos mais tanta disposição como quando jovens. Se continuarmos a comer do mesmo jeito a probabilidade de aumento de peso é certa.

Embora o envelhecimento não possa ser impedido, ainda temos muito poder para mudar nossa realidade. Não precisamos aceitar nosso quilos extras. Eles são um sinal de que precisamos continuar ativos e ajustar nossa alimentação. Não necessitamos de tanta comida com o passar do tempo e podemos viver bem comendo menos. Trata-se de um conceito complicado para muitas pessoas entenderem e adotarem.

A solução do problema idade/ganho de peso é simples: você precisa se exercitar mais e comer menos. Se seu corpo está perdendo massa muscular, é fundamental começar a se exercitar e se engajar em atividades que criem músculos (sim, músculos; seu corpo, com quarenta ou oitenta anos, ainda tem capacidade de criar músculos). Se você é uma pessoa ativa, deve se alimentar bem ou melhor que quando jovem, por que sejamos honestos, não sabíamos comer direito na adolescência ou aos vinte anos.

Se você continua ativo, não existe a relação entre idade e gordura. Muitas pessoas com quarenta, cinquenta e sessenta anos dizem que o exercício e a boa alimentação os deixaram em excelente forma. Por que você não pode ser uma delas?

CLÁUDIA KADERLI é nutricionista, especialista em Nutrição Esportiva e Coach em emagrecimento. Sócia proprietária do Espaço ReAl.

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas