Conecte-se conosco

Cidadania

Em meio ao inverno mais frio dos últimos anos Defesa Civil lança Campanha de arrecadação de agasalhos

Publicados

em

Órgão que passou a atuar efetivamente em 2017, conta com mais de 50 voluntários, plano de contingência e cinco núcleos de atuação em Nova Serrana

Regulamentada pela lei municipal 18048, a Defesa Civil de Nova Serrana instituiu seus trabalhos no município e lança nessa semana uma campanha de doação de agasalhos para auxílios aos desabrigados e moradores de áreas de risco em Nova Serrana.

O órgão que está sobre a orientação da Secretaria Municipal de Defesa Social, hoje atua no município com apoio de demais secretarias e tem como principal trabalho aplicar o plano de contingência e auxiliar a população de Nova Serrana quando se instauram quadros de calamidade ou necessidade de maior intensificação dos cuidados e auxilio em situações de risco.

Segundo a coordenadora da Defesa Civil, Selma Fernandes Lima, o trabalho do órgão não se limita a períodos de chuvas ou tragédias naturais. “A Defesa Civil faz trabalho preventivo, ela atua em situação de seca, epidemia de doença, campanha de vacinação e outros casos. Fazemos um mapeamento do que deve ser melhorado no município e buscamos através do setor de obras recursos para efetivação destes projetos. É feito um trabalho de mapeamento do município e isso auxilia a antecipar as áreas que são primeiramente atingidas, isso é algo inédito no município, e possibilita que atuemos em diversos tipos de demandas  da cidade”. Disse Selma Fernandes Lima.

Campanha de doação de agasalho

Uma massa de ar fria que se instaurou sobre a região sudeste Brasileira causou uma brusca queda de temperatura  e já vem fazendo vitimas em São Paulo e Minas Gerais.

A queda de temperatura brusca e tão baixa trás consigo uma série de preocupações e em Nova Serrana, a Defesa Civil com apoio de demais secretarias do município iniciam uma campanha de doação de agasalho que vão da última segunda-feira, dia 21 de maio e tem previsão de encerramento no dia 20 de junho.

Segundo Simone, o projeto que é desenvolvido com apoio de outras secretarias tem como foco a assistência e intervenção nessas condições que são atualmente vivenciadas em Nova Serrana. “A campanha é um trabalho que segue com apoio inicialmente das secretarias de Comunicação e Desenvolvimento Social. Assim recebemos os agasalhos e cobertores doados pela população e através de nosso mapeamento e principalmente do cadastro da Secretaria de Desenvolvimento Social, nós vamos até as pessoas fazemos uma análise e realizamos a entrega do material doado pela população”. Explicou Simone.

Diante da campanha apresentada, a Defesa Civil abre seus canais de informação e suas portas para receber as doações da população do município. “Os interessados em realizar doações devem procurar a Defesa Civil aqui no Centro Administrativo de Nova Serrana. Quem tiver o interesse em saber mais sobre a campanha ou quiser informações sobre como fazer a doação pode entrar em contato com a Defesa Civil pelo número 199, que é específico para nosso setor, ou podem ligar no centro administrativo na sala da Defesa Civil pelo número 37 3226-9053.

Cidade da solidariedade

A expectativa da coordenadora é que um volume significativo de doações sejam feitas para que a população em condição de risco seja atendidas.

Selma Fernandes lembra ainda que em doações aquilo que aparentemente não tem utilidade para uns pode fazer toda a diferença para outros. “pedimos a população que olhe em seu guarda roupas, talvez você tenha aquela blusa, calça, aquela peça de roupa que para você já perdeu a graça, que você já não tem mais planos de utilizar, aquela manta que está guardada e que não tem mais serventia, para outras pessoas esse agasalho terá muito valor” pondera Simone.

Contudo no que trata a solidariedade, os responsáveis pelo setor tem a certeza de que um ótimo resultado será obtido isso porque a cidade conta com pessoas que tem feito a diferença. A prova disso são os mais de cinquenta bombeiros civis voluntários cadastrados na Secretaria de Defesa Social. “Fizemos um cadastramento no município de voluntários, estamos hoje com mais de 50 voluntários cadastrados na secretária de defesa social. Pessoas que se esforçam e fazem um trabalho de auxilio em situações de risco”. Pontua Simone Fernandes.

Bombeiros civis e voluntários

Com um efetivo relativamente baixo, sendo apenas três pessoas incluindo a coordenadora, compondo a equipe da Defesa Civil, o trabalho de suporte da guarda municipal e principalmente a adesão por voluntariado dos Bombeiros Civis tem feito a diferença quanto aos trabalhos de socorro prestados pelo órgão. “Os bombeiros civil vieram através de uma parceria e reuniões que aconteceram, onde estivemos presentes em palestra e tivemos o apoio dos voluntários, que abraçaram a causa. Estes ainda doam o seu tempo e passam ainda por capacitações que são oferecidas pela secretaria quanto a atendimento e condições de salvamento, feitos também com apoio da Defesa Civil Estadual.”

Contudo a coordenadora explica que todos são bem vindos como voluntários. “Para ser voluntario qualquer pessoa pode ser, até uma dona de casa é importante para dar uma assistência, auxiliar quando precisamos servir um alimento, todos são bem vindos”. Explica.

 Plano de contingência e pontos de apoio

Até o inicio de 2017 a Defesa civil na cidade não era atuante no município. A Lei 18048, que instituía o órgão já vigorava, mas em Nova Serrana não existia por parte da Defesa Civil um plano de contingência de atuação e autoria da defesa civil, o município até então trabalhava com o plano de contingência dos Bombeiros Militares.

No final de 2017 foi criado o plano de contingência do órgão e assim foram instituídos mais cinco núcleos de atuação, nos bairros Frei Paulo, Vereadas, Industrial, Concesso Elias e Fausto Pinto da Fonseca.

De acordo com a Defesa Civil, esses núcleos funcionam com capacitação da população que hoje moram em área de risco, assim treinam a população para que a própria população seja a primeira a dar assistência quando emitir o sinal de alerta. “Através desses núcleos hoje emitimos os alertas e capacitamos os moradores. Temos um cadastro e transmitimos as notificações via whatsapp e pelo setor de comunicação da prefeitura, entendemos que toda a sociedade deve estar inserida nesse processo, afinal A defesa civil somos todos nós”. Finalizou a coordenadora da Defesa Civil, Selma Fernandes Lima.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas