Conecte-se conosco

Política

Em crise financeira, prefeitura de Nova Serrana justifica atraso salarial e pagamento de auxílio transporte universitário

Avatar

Publicados

em

Prefeitura de Nova serrana emite nota oficial e comunica que não há previsão para pagamento dos salários de servidores públicos municipal e quitação das parcelas em atraso do auxílio transporte universitário

A prefeitura de Nova Serrana publicou na noite desta segunda-feira, dia 07 de janeiro, duas notas oficiais informando que a quitação do salário referente ao mês de dezembro de 2018 e as parcelas do auxílio transporte universitário ainda não tem data prevista para pagamento.

 Salário dos servidores

De acordo com a nota a prefeitura informa que “em relação aos salários/saldo de dias do mês de dezembro, com vencimento em janeiro, informamos que ainda não temos data prevista para pagamento”. Indicou.

Também foi informado que “sobre os acertos dos servidores, referente às rescisões contratuais, também não há previsão de data para o pagamento”. Afirmou o executivo.

Segundo pontuado a prefeitura voltou suas atividades administrativas, nesta segunda-feira, dia 7 de janeiro, e as secretarias de Fazenda e Administração trabalham para a apuração de recursos financeiros.

A nota divulgada pelo executivo ainda apontou que “o atual governo municipal reitera seu compromisso e respeito com os servidores públicos municipais. Exemplo disso foi o pagamento do 13º salário, integralmente, no dia 21 de dezembro, há 17 dias”, e ainda considera “importante ressaltar que, nesta segunda-feira dia 07 de janeiro, a retenção de recursos financeiros, por parte do governo de Minas, ultrapassou R$ 33 milhões de reais”. Ponderou.

Transporte universitário

A segunda nota divulgada foi referente ao pagamento do auxílio transporte universitário e as parcelas em atraso do ano de 2018, que de acordo com a prefeitura serão quitadas de forma parcelada a partir de janeiro.

Segundo informado pelo executivo, “A Prefeitura de Nova Serrana reitera acordo, realizado no final de 2018, com  representantes dos estudantes que recebem o auxílio transporte universitário. As parcelas em aberto, do referido benefício, serão pagas de forma gradativa, a partir do mês de janeiro”.

Contudo, os proprietários de vans e ônibus que prestaram o serviço e os alunos que desembolsaram recursos do seu próprio orçamento para cobrirem os atrasos ainda não podem comemorar o recebimento, isso porque no comunicado a prefeitura salientou ainda que “o pagamento referente a primeira parcela e as demais ainda não possuem data definida”.

Ainda no comunicado oficial o executivo ressaltou que para “o benefício está confirmado para o ano de 2019”.

Em ambas as notas oficiais, prefeitura justifica a situação vivenciada pela retenção de repasses do governo de Minas para com os municípios, que de acordo com a nota do executivo “neste dia 7 de janeiro ultrapassou R$ 33 milhões”.

 Legislativo

A crise vivenciada pelo executivo não deve atingir o legislativo municipal, e os salários dos servidores da Câmara de Nova Serrana foi inclusive adiantado no mês de dezembro,

De acordo com o presidente da casa, os recebimentos referentes ao mês de dezembro foram pagos ainda em 2018. “Mesmo com a queda de arrecadação que ocorreu pela retirada de R$1,3 milhão por parte da prefeitura, os servidores da casa já receberam seus salários referentes a dezembro ainda no ano passado e o de janeiro deverá ser pago já no dia 25 deste mês”. Disse o presidente da Câmara Osmar Santos.

No que tange ao auxílio transporte universitário, o chefe do legislativo reforçou que os estudantes podem contar com a casa. “Os estudantes podem contar com a Câmara, vamos fiscalizar e cobrar que o compromisso da prefeitura seja cumprido”. Disse Osmar Santos.

Por fim o presidente da Câmara Municipal ainda teceu críticas ao executivo municipal quanto a administração de Nova Serrana. “O que vemos é uma falta de controle por parte do executivo, veio da prefeitura uma proposta que inclusive aumenta o subsídio para o auxílio transporte universitário, o orçamento foi enviado pela prefeitura e o mínimo que esperamos é que eles cumpram, por isso vamos fiscalizar e cobrar que esse orçamento seja cumprido”, pontuou Osmar Santos.

 Prefeito

Diante das informações divulgadas essa redação entrou em contato com o chefe do executivo que nos atendeu prontamente via aplicativo de rede social.

Segundo apontado pelo prefeito Euzebio Lago em exclusividade para nossa redação, a situação já vinha se desencadeando de forma negativa devido as dificuldades vivenciadas pelo governo mineiro. “A situação do estado todos sabem que ninguém resolveria de uma hora pra outra por ser algo nunca visto na história de Minas Gerais. Da mesma forma a situação dos municípios não seria resolvida na primeira semana do novo ano”. Afirmou o prefeito.

Euzebio ainda ressaltou que a prefeitura conseguiu “com muita dificuldade inclusive pagar o décimo terceiro há 17 dias atrás e diante da situação estamos nos esforçando de todas as formas para o mais breve possível pagar os servidores do município”. Disse.

Por fim Euzebio ainda apontou que “o Governador já manifestou aos prefeitos que pretende por em dia os repasses e negociar uma forma de pagar os atrasados negociando com os municípios a forma de pagamento. Acredito que em muito breve voltaremos a pagar novamente em dia todos os servidores como o fizemos em 2017 até novembro de 2018”. Finalizou o prefeito.

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas