Conecte-se conosco

Editorial

Coragem e propriedade

Avatar

Publicados

em

Existem dias em que a profissão de jornalista é mais do que interessante.

Estar no Olho do Furação, estar presente junto aos principais fatos e acontecimentos, tem um peso diferente para quem ama a profissão.

Nesta terça-feira, foi um destes dias! Foi um dia onde houve pesar por ver a situação política da cidade ruir diante de práticas, crimes e boletins policiais.

As pessoas efetivamente ainda não haviam entendido, mas agora ficou claro. A política no Brasil NÂO É MAIS A MESMA!

Nós deste Popular fomos o primeiro veículo de Nova Serrana a chegar à Câmara e acompanhar de perto o que pode ser o maior fato policial/político já ocorrido da história de Nova Serrana.

Noticiamos o que se passava, e na verdade, com a maior propriedade entre todos os veículos que estiveram por aqui para noticiar que o Gaeco, realizou buscas e apreensões nas casas de seis vereadores e oito assessores.

Seis vereadores foram afastados por determinação judicial e devem responder por crimes como o de peculato-desvio que pode acarretar 12 anos de prisão e o de falsidade ideológica.

Durante a apuração, no entanto, grande parte dos veículos estavam perdidos, ou melhor, sem ter entendimento completo dos fatos e nós deste Popular, auxiliamos os colegas da imprensa porque temos propriedade para falar do assunto.

Pode parecer petulância, mas temos propriedade para falar porque desde 2017 nós estamos fazendo um trabalho diferenciado de cobertura política. Afinal, nenhum outro veículo deu um destaque e cobertura semelhante quando os vereadores aprovaram a lei que regulamentava o trabalho dos assessores, sendo a partir de então responsabilidade dos assessores.

Ninguém deu o destaque de uma capa como nós, na edição 157 de 2018 que elucidou que a partir daquela lei, cada vereador e seu assessor ficaria em seu quadrado. Esta lei, no entanto, foi vista pelo MP como uma forma de burlar as investigações que como descritas nesta edição, tiveram importantes episódios no mês de novembro do ano passado.

Temos propriedade para falar do assunto porque nós demos destaque ao vereador Jadir Chanel e seus embates com o presidente, quando um “cabide” foi levantado durante a sessão ordinária do dia 22 de fevereiro deste ano, e foi então dito, que a casa estaria sendo cabide de emprego.

Nenhum veículo deu a mesma publicidade que o Popular quando em atos de embates o vereador Jadir Chanel teve seu assessor exonerado sobre acusação de nepotismo e se você não entende a relação dos dois fatos, como a maior parte da imprensa não tem propriedade para falar, a questão é que Jadir levantou a lebre dos assessores fantasmas, salientando que não conhecia servidores de diversos gabinetes, e a partir dai se tornou um inimigo de determinados legisladores.

Poucos tiveram a coragem de falar de uma primeira operação da Polícia Civil buscando informações na Câmara. Aqui pedimos desculpa ao MP, caso a nossa divulgação tenha gerado alguns transtorno, mas o fato é que temos coragem e responsabilidade com o que fazemos, noticiamos em primeira mão sem falarmos que era o Gaeco que fazia as buscas, e para ser sinceros, como damos e promovemos cobertura na maior parte de episódios políticos não poderíamos deixar de executar o mesmo papel.

O fato é que colocamos a mira em nossa capa e mais uma vez, com ousadia, responsabilidade e coragem trouxemos informações que os outros não tiveram coragem ou interesse para promoverem o mesmo.

Por fim trouxemos a cerca de duas semanas o fato de que, os vereadores reduziram a escolaridade de um novo cargo, agora para uma função da casa e não de um gabinete. Talvez o tenham feito com boas intenções, ou talvez o tenham feito com o interesse de manusear melhor máquina.

O fato é que mais uma vez o Popular teve a coragem e a responsabilidade de apontar, expor e dar destaque para aquilo que muitos não se interessam, talvez por não ser rentável diante das mídias políticas distribuídas, ou por não se comprometerem com os fatos.

Contudo, nós deste Popular temos o compromisso de cobrir, noticiar e informar o que acontece na política de nossa cidade, isso beneficiando ou prejudicando quaisquer que sejam os políticos, mas sempre, cumprindo o nosso papel e missão junto a Comunidade, por isso somos  o que somos, por isso SOMOS O POPULAR!

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas