Conecte-se conosco

Colunistas

Como cortar custos na empresa?

Dênio Benfica

Publicados

em

Em tempos de competitividade acirrada, ter uma gestão de custos eficiente pode fazer toda diferença para as empresas prosperarem no mercado. Abaixo segue 10 dicas que podem ajudar nesse processo.

  • Monitore os custos: Para não cometer erros ao cortar custos importantes para o processo produtivo é necessário conhecer bem todas as atividades desenvolvidas na empresa para elaboração do produto ou prestação do serviço. Por isso a administração da empresa deve acompanhar junto à contabilidade e setor financeiro todos os custos e despesas do mês e avaliar quais são importantes e quais são desnecessários.
  • Envolver toda equipe: Conscientizar e estipular metas para a equipe interna ajudará e muito, pois quem executa as funções, precisa estar envolvido e ciente da importância de colaborarem para o consumo inteligente dos recursos da empresa.
  • Demitir não quer dizer cortar custos: Mesmo que a demissão reduza a folha de pagamento, o custo que a demissão pode gerar deve ser pensado antes de ser executado. Outro custo que deve ser levado em consideração seria o treinamento de um novo colaborador e o tempo que isso levaria.
  • Financiamentos, dívidas e tarifas bancárias: Acompanhar de perto essas atividades, renegociar valores, débitos, juros e outros encargos podem auxiliar para um bom controle financeiro.
  • Monitorar o fluxo de caixa: o fluxo de caixa é uma ferramenta que auxilia a empresa a ter uma gestão financeira mais equilibrada. Portanto, monitorar essa atividade, pode fazer a empresa perceber algumas informações importantes que poderiam passar despercebidas e tomar ações corretivas para regularizar uma situação desfavorável.
  • Fornecedores: As empresas gastam boa parte de seu faturamento com pagamento a fornecedores. Formar parcerias e ou buscar opção de fornecedores, encontrar produtos substitutos podem ser alternativas para diminuir custos ou até mesmo as empresas se unirem e fazerem compras coletivas negociando o valor do produto e custos com logística.
  • Produtos parados e obsoletos: Produto parado é igual a dinheiro parado e alto custo para armazenamento e conservação dos mesmos, assim como produtos obsoletos, que tem alta desvalorização, impactando em perda de capital, ambas as situações devem ser evitadas e os estoques checados periodicamente, a fim de eliminar esses produtos dos estoques, tanto os acabados quanto os que forem ser manufaturados.
  • Estratégias de marketing bem definidas: Dê prioridade para veículos com baixo custo e maior eficiência, utilizar as redes sociais e elaborar campanhas estruturadas, bem sedutoras e convincentes.
  • Tecnologia a favor: Uma forma de reduzir custos é a utilização de um software de gerenciamento financeiro, pois esta ferramenta reúne todas as informações e controles da empresa dentro de um único sistema. Isso facilita a análise dos dados, agilidade na tomada de decisão e implantação de estratégias de redução de custos.
  • Tributação: Se atentar para o sistema de tributação em que esta enquadrado, se o segmento possui benefícios, se existe impostos que podem ser recuperados e ou aproveitados como crédito e abatimentos.

Mais importante do que reduzir custos, é a forma que os gestores aplicam essa metodologia. Trabalhar os processos da empresa com a finalidade de chegar a um ponto de equilíbrio junto à redução de custos, se torna um desafio aos empresários.

DÊNIO BENFICA é Administrador, MBA Controladoria e Auditoria, Pós Graduado em Engenharia de Produção, Coaching de Alta Performance e Desenvolvimento de Carreiras

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas