Conecte-se conosco

Colunistas

Um golpe à liberdade

Lucas Couto

Publicados

em

Saudações caros leitores.

É com uma satisfação transcendental que informo que estou de volta. No final de 2017, decidi me afastar desta coluna por motivos profissionais. Estava dedicado no desenvolvimento de meu mais novo empreendimento e não estava conseguindo ajustar meu tempo para conciliar estas atividades, porém agora que meu novo “filho” já está engatinhando, é preciso voltar para meu compromisso com vocês.
Estamos apenas entrando na segunda quinzena de 2018, mas já parece que estamos quase na metade do ano, com tantas coisas acontecendo simultaneamente.

Com a licença de vocês, quero dedicar esse primeiro texto, para falar a respeito de algo que interferiu em meus planos para esse ano, que foi a minha saída do PSL.

Em 2016, mais precisamente em julho, conheci um movimento que estava em seus primeiros meses de vida, chamado Livres. O movimento tinha como objetivo, assumir o protagonismo dessa nova fase do liberalismo na política brasileira, que após Roberto Campos, estava órfão de um representante no meio público. Foi ai que tudo começou.

O Livres surgiu com um movimento de renovação dentro do PSL, um partido que, até então, era apenas uma legenda e tinha papel insignificante no contexto político brasileiro. O Livres queria assumir o PSL e se tornar o primeiro partido verdadeiramente liberal, que defendesse tanto a liberdade econômica, quanto a liberdade de costumes.

Após conhecer quem eram os criadores do movimento e quais suas intenções, comprei a ideia e logo de cara, recebi a missão de ser o pioneiro do movimento aqui na região centro-oeste de Minas.

Éramos poucos líderes em Minas Gerais, estávamos presente em pouco mais de oito cidades naquela ocasião, e graças ao trabalho incansável do Livres, chegamos em 2018 com núcleos em 32 cidades.

Em janeiro de 2017, conseguimos uma grande vitória, mesmo o diretório estadual aqui em Minas sendo da resistência do PSL, conseguimos conquistar o diretório municipal do PSL em Nova Serrana, com isso, formamos uma mesa diretora e logo assumi a presidência do partido na cidade.
O ano foi de limpeza e organização, pegamos um diretório que antes era apenas uma legenda de aluguel e tinha a intenção de transformar em um núcleo ativo, com participação nas tomadas de decisões políticas do município e interação com a sociedade, através de projetos sociais.

Tudo ocorria muito bem. Havíamos preparado o nosso primeiro evento em Nova Serrana, o Chopp Sem Imposto (que acontece hoje às 19h no Black Jack), o Livres nacional estava preparando para o grande evento que chamamos de “virada de chave”, que seria a efetivação do Livres dentro do PSL, até que em uma semana tudo mudou.

No dia 5 de janeiro, o deputado federal e presidente do PSL, Luciano Bivar, que já havia feito um acordo com seu filho Sergio Bivar, idealizador do Livres, de deixar o partido em março para que o Livres assumisse, deu uma punhalada nas costas de seu próprio filho e de todos do Livres, e entregou o partido de porteira fechada para o deputado federal Jair Bolsonaro.

Jair Bolsonaro é um político com ideais nacionalistas, e suas ideais são contra os princípios liberais do Livres, e todos sabem que dois corpos não ocupam o mesmo espaço, é impossível defender o livre mercado e ao mesmo tempo defender a estatização, por isso, a decisão de Luciano de entregar o partido ao grupo de Bolsonaro, foi uma carta de expulsão para nós do Livres, e que foi assinada quando o deputado Jair Bolsonaro informou internamente que perseguirá todos do Livres que ficasse no partido, além de tirar todos os 12 diretórios estaduais que havíamos conquistado. Com isso, só nos restou a saída.

Mas o Livres não acabou amigos, seguimos trabalhando incansavelmente para mudar a estrutura política no Brasil. Queremos reduzir a máquina pública, acabar com os gastos exacerbados do funcionalismo público, oferecer liberdades para as pessoas decidirem por si próprias sobre seus costumes e fazer do Brasil um país livre.

Amanhã, sexta-feira (19), anunciaremos nosso novo plano para 2018, e garanto que não perdemos o foco. O Livres vai com tudo para as eleições deste ano. Temos 12 líderes no RenovaBr, que ganharam bolsas para financiar suas campanhas ao congresso nacional, e outras centenas de liberais espalhados pelo Brasil que vão lutar para ganhar cada vez mais espaço na política brasileira.

Ps: Nosso evento do Chopp Sem Imposto, permanece em pé e acontece hoje (18), à partir das 19h.

* Lucas Couto - Empreendedor, acadêmico em engenharia civil, coordenador do movimento Livres e defensor da liberdade e da redução da máquina pública.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas