Conecte-se conosco

Editorial

Sensibilidade e compreensão para superar as limitações!

Publicados

em

O fato é que nunca na história de Nova Serrana, como também, muito provavelmente nunca na história de Minas, se houve uma crise financeira que levasse os municípios a decretarem estado de calamidade por falta de repasse.

As administrações estão fechando as portas, diminuindo os serviços, deixando de atuar como órgãos que prestam serviços, simplesmente porque não estão tendo condições adequadas de prestarem o serviço que a população necessita.

Por sua vez os prefeitos, necessitam de relocar recursos do caixa próprio do município para arcarem com as demandas, uma vez que recursos da saúde e educação têm sido retidos pelo governo de Minas.

Dai se tem uma verdadeira bola de neve, afinal, quando, ou melhor, se o governo vier a repassar posteriormente esses recursos retidos, as administrações não poderão repor no caixa do município, afinal eles vêm com uma destinação e caso não sejam utilizados na pasta retornam para a conta do Estado.

Diante dessa crise temos que ser sinceros que o atual prefeito está enfrentando um cenário que nenhum outro administrador teve que encarar, falta de dinheiro devido a um estado quebrado, enchentes, crise econômica na indústria, falta de repasses e financiamentos para obras, além da impiedosa oposição das redes sociais.

Porém temos que lembrar que como foi pontuado pelo executivo, medidas tem que ser tomadas, e temos que ser sinceros em entender que essas medidas não serão tomadas apenas pelo executivo.

O prefeito precisa dar as diretrizes, mas ele não vai conseguir superar a crise com a eficiência que todos desejamos sozinho. Dai temos os vereadores atuando de forma impar.

Veículos doados a Polícia Militar e agora foi anunciado o direcionamento de recursos para a Polícia Civil.

Os vereadores aprovaram ainda medidas do executivo que são soluções para enfrentar essa crise, e a alienação de áreas públicas já rendeu o convênio com o Hospital Santa Mônica, que vem sendo aplaudido pelos munícipes e ainda, terá agora a construção de duas passarelas na cidade.

Convenhamos que é também muita inocência pensar que o governo vai mandar recursos para realizar intervenções em uma área sobre concessão de uma empresa privada. Pense bem, o governo federal fará interferência em um local onde uma empresa privada lucra e tem a responsabilidade de cuidar.

A ação de alienação para a construção das passarelas é uma medida que soluciona os problemas de travessia de populares e cumpre assim com um compromisso que vem sendo de palanque do atual prefeito.

É importante ainda ressaltar que os vereadores terão que dar o aval, e para que a promessa do prefeito se cumpra, aqueles que são da oposição darão seu voto a favor.

Diante disso, no entanto, se tem o entendimento que a promessa pode ser de Euzebio, mas os beneficiados serão os moradores de Gamas e Moreiras, e sendo assim, dificilmente os vereadores terão má fé de negar uma pauta dessa relevância.

Seria importante o executivo também se sensibilizar quanto a alguns projetos que vem sendo aprovados e vetados pela prefeitura. Pode se dizer o que quiser, mas efetivamente o SAJ, não seria um problema efetivo para o executivo, não seria efetivamente algo que seria entendido como um crime.

Sim a legislação tem interpretações e por parte do executivo se entendeu que a medida não seria legal, porém, se olharmos o mérito, assim como em Moreiras e Gamas muita gente simples e pobre seria beneficiada.

É entendido que para superar a crise as forças devem se unir e com compreensão e claro, boa vontade, alinhar entendimentos superar as diferenças e promover as mudanças que Nova Serrana merece, e assim, caso isso aconteça, a população será grata não pelo nome de quem faz a obra, mas pelo fato de que a superação das diferenças resultou em benefícios para o povo que “faz parte da cidade que mais cresce em Minas”.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas