Conecte-se conosco

Colunistas

Segurança Pública, uma grande bandeira nas eleições 2018, e também um imenso desafio!

Luciano Augusto

Publicados

em

Intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro, solução paliativa? Definitiva?

Pois bem, acredito que a intervenção na Segurança Pública do Rio de Janeiro se faz necessária sim, às forças estaduais fracassaram e não é de hoje esse fracasso, vem lá de trás, reflexo de governos irresponsáveis tais como, Cabral e Cia Ltda.

Enfim, muitas podem ser as opiniões sobre o tema, que é complexo. Nosso País não vive a melhor de suas fases, e como disse na coluna anterior 2018, o ano mais importante da história da recente democracia no Brasil, é por esse e tantos outros temas de relevância nacional, que 2018, tem sim a sua significativa importância.

Semana passada o Presidente Michel Temer, viajou para Roraima e prometeu reforçar as tropas na fronteira, e garantiu que não irá impedir a imigração dos Venezuelanos para o Brasil, que inclusive pensa em uma forma de enviar parte dos imigrantes para outros Estados da federação.

Essa intensa imigração de Venezuelanos na minha concepção, ainda não vai terminar bem, há rumores de que o governo Maduro, estaria estudando a possibilidade de fechar a fronteira, não permitir que eles possam vir para o Brasil, seria a meu ver um estopim de uma guerra civil na Venezuela.

No Rio Grande do Sul, o Estado atravessa uma grave crise carcerária, não há vagas, e uma crescente onda de violência, ou seja, do Oiapoque ao Chuí, os problemas são graves e uma grande parcela relacionada à questão da Segurança Pública.

Dia desses um amigo, foi assaltado na porta de sua residência e me confidenciou que a partir desse fato, ele mudou de ideia em relação a sua votação para Presidente, quer alguém que tenha a segurança como carro chefe de sua plataforma de governo.

Eu não preciso nem ficar aqui repetindo que a Segurança Pública é um tema que se relaciona com vários outras áreas, em especial a educação.

Segurança Pública é assunto muito sério e delicado, contudo, um programa nacional de segurança inclui reforço nas fronteiras, mudança das nossas leis penais, que estão em discussão no congresso, tendo como relator do novo Código Penal, o Senador de Minas Antônio Anastásia.

Na minha ótica, o que precisa mudar nas leis penais, é na execução das penas, que elas sejam cumpridas delimitando um limite maior do que seria o mínimo para ter direito ao regime semiaberto, por exemplo.

Enfim, nesse ano o assunto Segurança Pública estará em alta e os presidenciáveis terão de encarar esse tema com propostas claras de enfrentamento.

Penso que, dizer: bandido bom, é bandido morto, não será apenas o suficiente, sob pena, de se perder em vagas palavras.

Serão necessárias propostas condizentes, que aborde todos os temas, mudança na legislação, sistema prisional, fronteiras, trafico de drogas, crime organizado etc.

Assim, esperamos que seja!

Para Refletir:

“Também a omissão política, ou seja, a recusa em participar da vida pública em qualquer instância, é uma decisão política. Vale tanto para um condomínio quanto para a inserção nos rumos da cidade, do estado, da nação e do planeta. * Mario Sergio Cortella”

Sugestões, criticas, lucianoaugustoadvogado@yahoo.com

LUCIANO AUGUSTO O. LOPES é bacharel em Direito pela Sociedade Dom Bosco de educação e cultura - Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis - Divinópolis (2012). Advogado inscrito na Seccional OAB Minas Gerais, desde 2015, com ênfase em Direito Público, atuando nas áreas do Direito Eleitoral, Administrativo. Atua como Consultor Jurídico do IPGC (Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades). Possui diversos cursos voltados para o Marketing Político Eleitoral, tem experiência em campanhas políticas e na gestão de projetos políticos.Há habilidade em comunicação tendo atuado na função de radialista/jornalista

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas