Conecte-se conosco

Colunistas

Segundo turno nas alterosas

Luciano Augusto

Publicados

em

O povo de Minas Gerais escolheu Romeu Zema (NOVO) e Anastasia (PSDB), para a disputa do segundo turno em Minas Gerais.

A eleição do segundo turno se mostra bastante atrativa haja vista que, durante o primeiro turno uma polarização ocorreu entre PT e PSDB, Zema correu o por fora e alcançou o primeiro lugar.

O desafio para ambos os candidatos é tarefa árdua, Zema contou no primeiro turno com uma grande parcela do eleitorado pro Bolsonaro em MG isso é nítido, tanto é que partidários do Novo em MG, agora pedem votos para Bolsonaro.

O PSL em Minas Gerais, declarou através de nota assinada pelo presidente da legenda no Estado o deputado federal Marcelo Álvaro Antônio, que o partido adotou a neutralidade na disputa em Minas Gerais. O Partido dos Trabalhadores (PT), também adota a mesma posição de neutralidade.

Na primeira semana de disputa, Anastasia (PSDB), tenta passar a  população através da propaganda eleitoral na TV, a ideia do administrador experiente que já administrou o Estado em momentos difíceis da política nacional.

Por outro lado, Romeu Zema (NOVO), também tenta passar a imagem de administrador de empresas bem sucedido, e as ideias do seu partido o NOVO. É fato que as fake News também tem circulado as redes sociais e isso é muito ruim para a disputa, pois uma informação falsa pode sim comprometer a igualdade na disputa.

Penso que o congresso precisa discutir a matéria das fakes news, e impor  uma legislação mais dura em relação a quem comete esse delito.

Em relação a disputa presidencial em Minas Gerais, Bolsonaro PSL, saiu na frente seguido por Fernando Haddad (PT), os números em Minas Gerais são interessantes, Bolsonaro atingiu 48,31 % dos votos validos, ou seja, 5.308.047, , já Haddad (PT), 27,65% dos votos validos, ou seja, 3.037.957. Analisando os outros Estados cito aqui São Paulo, aonde Bolsonaro atingiu 53% contra 16,42% de Fernando Haddad, mais uma vez Minas Gerais pode ser decisiva na vitória, seja de um ou de outro, nas eleições de 2014 no segundo turno daquela eleição foi MG o fator decisivo e acredito que esse fator irá se repetir nessas eleições.

Evidente que essas eleições são distintas das de 2014, principalmente no tange aos candidatos, a citação das eleições de 2014 é apenas para dizer que quem vencer em Minas Gerais no segundo turno, possui grandes chances de governar nosso País em 2019.

Que vença o melhor, sobretudo, nas propostas para nosso País!

Um breve agradecimento:

Agradeço a equipe da radio da família 98 FM, pelo convite feito para participar das apurações na cidade de Nova Serrana no 1º turno, cumprimento aqui Dr. Ezequiel, Mauro, Lucas Couto, Telucio foi um prazer estar com vocês na transmissão.

LUCIANO AUGUSTO O. LOPES é bacharel em Direito pela Sociedade Dom Bosco de educação e cultura - Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis - Divinópolis (2012). Advogado inscrito na Seccional OAB Minas Gerais, desde 2015, com ênfase em Direito Público, atuando nas áreas do Direito Eleitoral, Administrativo. Atua como Consultor Jurídico do IPGC (Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades). Possui diversos cursos voltados para o Marketing Político Eleitoral, tem experiência em campanhas políticas e na gestão de projetos políticos.Há habilidade em comunicação tendo atuado na função de radialista/jornalista

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas