Conecte-se conosco

Colunistas

Previsão de fortes trovoadas e raios entre Legislativo e Executivo Municipal

Welder Gontijo

Publicados

em

A intervenção enérgica do vereador Osmar Santos junto à UPA no domingo (18) em favor do jovem Júlio Cesar, trouxe extrema movimentação no meio político de Nova Serrana.
De um lado, um vereador que tem em sua plataforma de trabalho, entre outras, a bandeira de fiscalizador da saúde publica municipal, denunciando falta de médicos em PSF, mal atendimento, cobrança ao cumprimento da carga horário contratada, com registros por biometria, identificando o horário de chegada e saída, etc.
De outro lado uma Unidade de Pronto Atendimento que sempre sofreu com as reclamações dos seus usuários, ora pela qualidade do atendimento, ora pela demora de atendimento e transferências de pacientes.
Segundo o vereador, fora solicitado, pelos pais do jovem, que o mesmo intervisse junto a UPA, afim de que o menor fosse transferido para outra unidade de saúde em melhores condições estruturais para prestar o efetivo socorro.

DANO AO PATRIMÔNIO PÚBLICO
Ao se deparar com uma porta sendo fechada à sua frente, para que este não tivesse acesso ao local onde estava ocorrendo o atendimento médico, não teve duvidas o vereador em forçar a sua abertura, vindo a causar danos ao patrimônio público.

OCORRÊNCIA POLICIAL
Após o comparecimento de militares à UPA, tanto médico como vereador foram conduzidos a Delegacia de Policia para prestarem os devidos esclarecimentos dos fatos. Estranhamente o caso que tomou notoriedade também pela depredação patrimonial ocorrida na unidade de saúde, não foi relatado no boletim de ocorrências.
Presumidamente pode-se entender que tal fato não fora registrado, possivelmente com a intenção de se dar fim ao imbróglio, ou seja, por panos quentes aos fatos.

VEREADOR QUER APURAÇÃO COMPLETA DO EPISÓDIO
Ledo engano, caro leitor, o vereador em momento algum demonstra arrependimento pelo ocorrido, dizendo inclusive que “… quero deixar claro para a família e toda sociedade de Nova Serrana. Esta Casa vai agir com mãos de ferro em cima dos responsáveis. Pode ter certeza, seja ele quem for, seja o grau que ocupa, essa Casa não vai perdoar. Não vai ter pedra sobre pedra que não vai ser derrubada e os culpados vão ser punidos”.

POSICIONAMENTO DO EXECUTIVO
Em entrevista a uma emissora local, o prefeito municipal afirmou que não pretende apurar os fatos. Causa estranheza a ausência de melhores esclarecimentos por parte do executivo municipal. Em uma nota divulgada por áudio de apenas dois minutos e meio, tenta a secretaria municipal justificar o ocorrido. Seria de bom grado que o médico que prestou atendimento ao jovem, bem como seus auxiliares que prestaram os primeiros socorros, também se manifestarem. É latente que as câmeras de monitoramento registraram pelo menos algumas imagens do ocorrido. É de se imaginar que havia algumas pessoas esperando por atendimentos e outras tantas acompanhando pacientes. Enquanto o executivo não se manifesta, a “verdade” do vereador vai prevalecendo.

LOUROS DAS REDES SOCIAIS
Como já destacado, o executivo tem dado mostras de que realmente não pretende apurar os fatos, preferindo que o tempo apague as feridas.
Em contra posição o vereador que virou a sensação das redes sociais parece ter tomado gosto pela coisa. Na última reunião da câmara municipal, uma considerável soma de populares se fizeram presentes, demonstrando total e irrestrito apoio ao vereador que por diversas vezes fora aplaudido.
Sem dar trégua, diversos ofícios de convocação, direcionados a secretária municipal de saúde e alguns colaboradores seus, foram lidos pelo secretário da Casa. Tais ofícios se referem a um “convite” para que os mesmos se façam presentes à Casa para uma sabatina com todos os vereadores, momento qual a artilharia já estará testada e a munição de recarga pronta para utilização. Prudente seria a escolha dos melhores escudos.

ESTRATÉGIAS DIVERGENTES
É de fácil percepção que o Executivo Municipal tem priorizado o silêncio ou a fala mínima como estratégia, esperando que com o passar do tempo o assunto seja esquecido. Porém, os caminhos percorridos pelo vereador buscam a evidência, o estrelato, onde esquecer por esquecer não será facilmente aceito pelo Edil.

MANCHAS ENTRE PODERES
Tarefa árdua terão os articuladores políticos dos dois Poderes, fazendo com que a paz volte a reinar para ambos os lados. Similares situações estão os responsáveis pela comunicação tanto do Legislativo quanto do Executivo que terão a missão de repassar aos munícipes que o clima entre os dois Poderes estão harmônicos e em paz.

ENGROSSOU O CORO
Vereador Professor Willian Barcelos que até então se mostrava em sincronia com o Executivo Municipal, usou da Tribuna para cobrar melhorias na limpeza urbana da cidade. Em seu discurso destacou o vereador que a “sensação que eu tenho é que o mato venceu, há lixo, há mato e sujeira de toda ordem e por todos os lados”.

“Prefiro os que me criticam, porque me corrigem, aos que me elogiam, porque me corrompem”

* Santo Agostinho

WELDER GERALDO GONTIJO é advogado e contador, especialista em Direito e Processo do Trabalho, articulista político, foi secretario municipal de Nova Serrana na gestão 2013/2016.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas