Conecte-se conosco

Infra-estrutura

Prefeitura de Nova serrana confirma que alienação de imóvel para construção de passarelas acontecerá no dia 31 de outubro

Publicados

em

Com recursos angariados com alienação de terreno público serão construídas três passarelas nos trevos dos bairros Gamas, Moreiras e Veredas da Serra

A prefeitura de Nova Serrana confirmou a imprensa da região que no próximo dia 31 de outubro acontecerá no Centro Administrativo a abertura dos envelopes da licitação referente ao processo de alienação de um imóvel público para a construção de três passarelas sobre a rodovia federal BR-262, em Gamas, Moreiras e Veredas da Serra.

Segundo informado pelo executivo municipal o projeto é uma iniciativa do governo de Nova Serrana e foi aprovado pela Câmara de Vereadores, viabilizando assim as intervenções nas travessias para populares nas três comunidades.

Conforme pontua o executivo municipal, para a construção das passarelas, será feita a alienação de uma área pública de 8.701 m² localizada no bairro Santa Helena. De acordo com a Lei 2.590/18, o valor arrecadado com a venda do imóvel, que não poderá ser menor que R$ 2,4 milhões, será depositado em conta bancária específica e deverá ser direcionado apenas para a obra das passarelas.

A realização da obra representa para o prefeito Euzebio Lago, mais um compromisso assumido com a população de Nova Serrana que se tornará realidade. “Nosso governo municipal fez este compromisso e nós concluiremos esta obra com o máximo de agilidade. Os recursos que vamos obter com a venda da área serão destinados a uma conta bancária específica. Isso é inédito em Nova Serrana. Temos responsabilidade com os recursos públicos e seriedade na condução de nosso município”, afirmou o prefeito.

Diante da importância da obra o prefeito ainda questiona o fato de que as gestões passadas não interviram diretamente nessa considerável demanda da população. “Só quem atravessa a BR-262, diariamente, em Gamas ou nos bairros Moreiras e Veredas da Serra sabe o alto risco de acidentes. Estas pessoas veem a morte de perto todo dia. Fico por entender como os prefeitos anteriores deixaram de pensar nos pedestres. Importante ressaltar que estes investimentos deveriam ser do governo Federal e que faltou cobrança e insistência na época”. Disse Euzébio.

Segurança e mobilidade urbana

Localizado às margens da BR-262, o município de Nova Serrana encontra-se em um perímetro cujo fluxo intenso de veículos é motivado pela circulação de milhares de pessoas em direção às fábricas do polo calçadista, comércio, rede de serviços, trabalhadores que se deslocam entre os bairros e como rota de passagem, já que a rodovia interliga os estados de Espírito Santo, Mina Gerais, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Apesar de ter passado recentemente por uma grande obra de duplicação do trecho da rodovia no perímetro urbano de Nova Serrana algumas obras foram desconsideradas do projeto original, como forma de reduzir o custo final.

Segundo indica o executivo, as supressões trouxeram prejuízos para a mobilidade urbana e colocou em risco a vida dos cidadãos, além de causar sérios problemas nas articulações da rodovia com as vias que dão acesso aos bairros e regiões da cidade.

Para solucionar tais problemas é necessário executar intervenções a fim de melhorar a mobilidade urbana nos referidos trechos e garantir o direito dos cidadãos de ir e vir com segurança.

 A obra

A construção de três passarelas para pedestres nos trechos de Gamas, Moreiras e Veredas da Serra é uma obra de extrema necessidade, tanto para seus moradores, quanto para moradores de bairros adjacentes que carecem de uma forma segura de travessia da BR-262.

Conforme consta no projeto aprovado na câmara a área de aproximadamente 8,7 mil metros quadrados, localizada na rua Libério Lopes no bairro Santa Helena, será comercializada por valor superior a R$ 2,4 milhões, recursos que serão suficientes para realização das passarelas que segundo apontado pelo executivo custarão  em torno de R$ 802 mil cada.

Segundo os técnicos da prefeitura cada passarela terá como principal despesa a fundação, orçada em torno de R$ 102 mil por obra, e ainda a passarela metálica com fabricação, pintura e montagem orçadas em aproximadamente R$ 589 mil.

Ainda constam no projeto das obras o piso laje steel deek orçado em R$ 33 mil, guarda corpo orçado em pouco mais de R$ 59 mil, e corrimão orçado em aproximadamente R$ 7,7 mil.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas