Conecte-se conosco

Editorial

Pode ser legal mas de fato é inescrupuloso!

Publicados

em

Segundo a filosofia a ética é uma reflexão do que é certo ou errado dentro de uma conduta pessoal. Ela é um padrão que a sociedade entende ser positivo diante das ações dos seus cidadãos, sendo ela pessoal e intransferível.

A ética é aquele pensamento que nos faz tomar a decisão sobre o fato de agirmos conforme a regra ou não, se vamos ser politicamente corretos e seguir pelo bem social ou se vamos aqui seguir nossos instintos podendo assim ferir o bem coletivo pelo prazer pessoal.

Já a moral, ela determina a diretriz, ela determina a lei, ela é a regra propriamente dita que determina as diretrizes para o bem comum, ou seja ela expõe como as coisas devem ser.

No meio político ambos os fatores estão em falta. Tanto a moral quanto a ética são deixadas de lado, ou melhor, são manipuladas para que possamos nos privilegiar de um sistema falho e de uma população omissa e desenformada.

Dessa forma o parangolé se estabelece até por aqui. Sim, Nova Serrana não se diferencia em absolutamente nada quando se fala de falta de moral e ética no campo político.

No fim de 2017 um processo administrativo estabelecido contra um servidor da Câmara que teria pago boletos em seu nome com recursos da Câmara foi um dos últimos atos do então presidente Pr. Giovani Máximo (MDB).

Como prediz o regimento, uma comissão foi formada para aferir o fato, que na verdade se tratava do pagamento de um curso que o então procurador Dr. Alessandro Virgolino, desfrutou na Europa em 2017.

A comissão foi formada e em janeiro de 2018 deu o então procurador como inocente diante das acusações. Até ai tudo bem foi uma ANÁLISE TÉCNICA, como ponderado pelo presidente que acompanhou o parecer da comissão.

O difícil de engolir senhores é que a servidora que até então foi responsável pelo parecer, que inocentou o advogado por pagar a viagem com dinheiro da casa, utilizou os recursos da Câmara passear em Brasília e participar de um encontro de Gestores Púbicos e XIII semana contábil, fiscal para Estados e Municípios.

Segundo o setor de comunicação da casa, o curso é gratuito e está sendo realizado entre os dias 05 ao dia 9 de março, porém a passagem e diárias da servidora estão sendo pagas com verba pública conforme a resolução 67/2010.

Caros leitores, percebemos que não é só os políticos que estão contaminados com a imoralidade, o sistema todo é inescrupuloso, afinal, ter um profissional que julga uma causa e se beneficia do próprio sistema em questão não é ilegal, afinal, o regimento o permitiu, mas no mínimo é inescrupuloso.

E antes que venham atirar as pedras contra esse Popular, inescrupuloso quer dizer sem moral, sem ética. E sim, julgar uma causa e se beneficiar de processo semelhante é no mínimo questionável apesar de ser aceito pela falha legislação da casa que deveria aprovar e fazer valer as leis na cidade.

Uma série de TV muito famosa nos Estados Unidos e agora também no Brasil, nominada “how to get away with a murderer”, ou “como defender um assassino”, expõe na ficção um fator que escancara o limite tênue entre inescrupuloso e moral. E o que se vê por aqui é justamente um crime contra o que se entende como lisura.

O malabarismos para manipular as leis e o sistema é feito por todos, e aqui afirmamos que a culpa desse crime não é da servidora propriamente dita, mas de uma gestão que é omissa e permite que a farra dos gastos públicos se apliquem no município, afinal, já foi comprado torta holandesa e telefone celular, o que seria demais alguns passeios por seminários e conferências pelo mundo afora?

E se você pensa que a imoralidade se estende apenas pelo legislativo está completamente enganado, pelo executivo o dinheiro também vai pelo ralo, afinal, o picolé derreteu, o telhado caiu e o drone, custa três vezes mais do que se deveria pagar, o microfone é inflacionado e o nosso suor e sangue continua sendo sugado pela maquina conduzida pelos POLÍTICOS.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas