Conecte-se conosco

Colunistas

Os benfeitores

Wellington Pimenta

Publicados

em

Nas mais diversas circunstâncias é que se observa a solidariedade, o compromisso com o bem-estar geral. A responsabilidade social e principalmente, o amor pelo lugar em que vive.

Muitas pessoas buscam apenas ganhar dinheiro, ficarem ricas e poderosas. Não estão nem um pouco preocupados com a situação dos outros e muito menos do lugar em que vivem, transferem todas as responsabilidades para os impostos que pagam e entende que tudo é responsabilidade do governo.

Ao serem interpelados, dizem mostrando com toda empáfia, mas eu não faço nada para prejudicar ninguém, pago meus impostos, vivo a minha vida e não me intrometo na vida de ninguém.

De fato não prejudicam, porém também não fazem nada para ajudar. Acham bacana ver as pessoas mais humildes se submeter a eles, dependerem da vontade deles. Essas pessoas quando alcançam o poder, se sentem absolutos, as vezes se tornam arrogantes, exigentes e insensíveis e despreocupados com qualquer outra coisa, há não ser ganhar dinheiro e poder.

Por viverem em sua redoma de poder, não se preocupam com os acontecimentos que circundam a vida de todos.  É uma realidade muito comum, infelizmente.

Me lembro de uma época em que todas as pessoas se preocupavam com o bem-estar comum, levantávamos a voz e tínhamos orgulho de descrever as características de nossa terra. Também me lembro que era imprescindível dizer que tal lugar era muito seguro e bom de se viver.

Dizíamos que tínhamos bons cuidados na saúde, na educação e na cultura. Que ali o ambiente natural era preservado e que as pessoas do lugar tinham uma ótima qualidade de vida e esbanjávamos felicidades.

Agora te convido caro leitor, a refletir comigo, será porque isso tudo está mudando em todos os lugares? O que está acontecendo com as pessoas?

É lamentável vermos a mudança desta realidade, por outro lado temos que também perceber que existem pessoas destemidas que se envolvem de corpo, alma e coração sem nenhuma intenção de levar vantagem em nada, simplesmente pelo desejo de proporcionar alegria e felicidade aos outros.

Essas pessoas muitas vezes se veem em uma luta ferrenha contra o mal que assola a atualidade em todos os lugares.

Também pensamos que bem que poderia ser assim em todas as cidades, afinal, existem pessoas que se preocupam com o bem-estar dos outros. Ainda bem que existem pessoas que fazem coisas boas para os outros, pessoas que se alegram com a alegria dos outros. Ainda bem que existem pessoas que procuram ajudar o próximo, pessoas que doam seu tempo em benefício alheio.

Ainda bem que existem pessoas que proporcionam condições de vida ao seu semelhante Ainda bem que essas pessoas existem pois sem elas como seria o mundo nos dias de hoje?

Finalizando deixo ainda a pergunta, qual dos dois tipos de pessoa você se enquadra?  Vale a pena ser e atuar socialmente como você tem feito? Quero aqui ainda prestar minha continência, a todos esses benfeitores, a todos que dedicam suas vidas em prol dos menos favorecidos.

WELLINGTON LINO PIMENTA é natural de Bom Despacho-MG, Sargento da reserva da Polícia Militar, residente em Nova Serrana há 33 anos, ferrenho defensor do meio ambiente, escritor, autor de 5 livros ainda não publicados; trabalhou na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, católico estudou por 4 anos o curso de teologia para leigo.Atualmente colabora na divulgação e mobilização no Consep - Conselho Comunitário de Segurança Pública .

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas