Conecte-se conosco

Infra-estrutura

Obras atrasadas são questionadas na Câmara de Nova Serrana

Publicados

em

Vereadores questionam prazos para entrega de obras em Nova Serrana e vice- líder do governo justifica que toda obra pública tem atrasos

Em uma reunião com apenas quatro indicações e dois projetos para votação a noite da última terça-feira, dia 11 de setembro parecia que seria amena na Câmara de Nova Serrana. Contudo apesar de breve a solenidade teve suas polêmicas, e estas envoltas quanto ao prazo de duração e entrega das obras do município.

O debate aconteceu após o vereador Adair da Impacto (Avante) ter solicitado a Câmara que reforce o oficio enviado pelo parlamentar ao executivo, pedindo esclarecimentos sobre a obra da ponte do bairro Jardins do Lago, que foi levada pelas chuvas; sobre a entrega do Hospital Dia e ainda referente ao Centro socioeducativo anunciado em 2017.

Após ter justificado sua indicação pedindo intervenções na região do bairro Concesso Elias, Adair iniciou o debate pedindo esclarecimento sobre as referidas obras. Inicialmente o vereador, questionou sobre o prometido centro socioeducativo. “Quero pedir que seja feito um oficio ao executivo solicitando esclarecimentos sobre o centro de acolhimento ao menor infrator, que foi anunciado há um ano. Foi dito que seria ali na antiga delegacia, o fato é que Nova Serrana já passou da hora de ter um centro de acolhimento ao menor infrator”. Disse o vereador.

Ainda abordando o assunto Adair afirmou que foi feita no ano de 2017 uma visita a Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac) de Itaúna e que havia ficado adiantado a possibilidade de instalação de uma unidade em Nova Serrana. “Estivemos no passado na Apac, na visita que foi indicada como ‘a visita do Prefeito’, ficou tudo encaminhado faltando praticamente a indicação de uma área, mas de lá pra cá não se falou mais nada sobre o assunto, não teve boa vontade politica”.  Disparou Adair.

 Hospital Dia

O pronunciamento do vereador seguiu agora focado no Hospital Dia, seguindo o ofício já encaminhado por Adair a Secretaria Municipal de Saúde, foi solicitado esclarecimentos sobre a entrega do Hospital Dia. “Peço também um oficio sobre os valores e informações sobre o aluguel do prédio onde está locado a secretaria de saúde, e também sobre o Hospital Dia. Foi anunciado para junho e até agora nada”. Apontou o vereador.

Por sua vez o vereador Ricardo Tobias (PSDB) saiu em defesa do executivo e convidou o vereador a acompanhar de perto as obras do Hospital Dia. “Passo ali na frente todos os dias e a obra está a todo vapor, a infraestrutura que esta sendo montada é de alta grandeza, não se instala um hospital da noite para o dia. Assim faço o convite ao vereador que compareça e veja com seus próprios olhos. Não depende só do prefeito e também da estrutura do hospital. Temos que dar um voto para o prefeito porque em  breve será inaugurado o hospital.”

 Toda obra tem atrasos

Por sua vez o vice-líder do executivo na casa, vereador Jadir Chanel (MDN) afirmou que toda obra no Brasil é entregue com atrasos. “Como vice-líder do governo quero trazer uma colocação referente a toda obra publica. Ainda não consegui ver uma que saiu na data marcada. Isso é natural porque a ansiedade de qualquer gestor anunciar com prazo mais imediato. Se o prefeito pudesse colocar a mão na máquina, na pá, na obra, tudo já estaria pronto.” Ponderou Jadir.

Diante da afirmativa o vereador Gilmar da farmácia expôs que está na hora de mudar os hábitos ruins. “O Brasil precisa começar a mudar. O brasileiro é muito mal acostumado, a maioria das coisas, por isso que o eleitor fala que politico é tudo mentiroso. Falar que vai entregar numa data e não faz é falta de programação. Eu não acho certo a forma como foi falado. Tem que ter mais seriedade com o dinheiro publico e com o povo que esta cansado de ser enganado”. Finalizou Adair.

Executivo se posiciona

Na manhã da última quarta-feira, o executivo municipal foi questionado quanto ao prazo de entrega das obras e andamento do centro socioeducativo.

No que diz respeito as obras o Chefe de Gabinete, Hudson Lemos pontuou que questões além da competência do município alteram os prazos de realização e entrega das obras. “É importante ressaltar que as datas normalmente colocadas pelo prefeito são previsões de entrega, e existem N fatores que vão além do controle do município que podem antecipar ou prorrogar a entrega de uma obra”, disse o secretário.

Lemos expos como exemplo a situação do Hospital Dia. “O Hospital Dia, o prefeito já falou sobre isso na última semana e serve como exemplo, houve um atraso devido a greve dos caminhoneiros quanto a questões do hospital, isso não depende da prefeitura, a obra no local segue, todos podem ver, o objetivo é que mudanças no cronograma antecipem a entrega de obras e unidades de serviço público, mas isso não depende somente da prefeitura”, disse o secretário.

Apenas parceiros do socioeducativo

No que diz respeito a situação da unidade de socioeducativa para menores infratores, o secretário afirmou que o projeto vem sendo encabeçado pelo Comitê de Ação Estratégicas, e que o município é um parceiro e não o responsável pela instalação.

O secretário ainda indicou que o Ministério Público seja procurado, pois ele está à frente do passo a passo do processo. “Já houve várias reuniões, já foi feita visita técnica, a prefeitura já disponibilizou área e todas as vezes a iniciativa esbarrou em algum trâmite. O município é um parceiro do Comitê de Ações Estratégicas. A antiga cadeia foi disponibilizada e posteriormente foi pontuado que o imóvel não é adequado, o tema vem sendo tratado mas o município é apenas um parceiro e não o responsável pela instalação”, finalizou o Chefe de Gabinete, Hudson Lemos.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas