Conecte-se conosco

Editorial

O conforto e o bom atendimento desburocratizam a máquina pública

Publicados

em

A burocracia apesar de ser taxada como atraso é um mal necessário, que institui processos, organiza demanda e estabelece ordem em uma demanda que tem por si as características de serem volumosas e de relevância.

Sem a burocracia os processos se perdem e se tornam obsoletos e as garantias e passos para que haja resolutividade se perdem em mãos que talvez não falem a mesma língua. Isso quer dizer que sem uma diretriz burocrática, cada índio faz o que quer e a imagem do cacique fica desgastada.

Por outro lado a burocracia tem que ser resolutiva, não existe o porque da implantação de normas, de metodologia, de ordem de procedimentos, se dentro do andamento o desejo de se solucionar qualquer questão seja perdida.

Quando falamos de órgãos públicos vivenciamos esse problema. A burocracia pública se tornou algo tão obsoleto, negativo e desmotivador, que o termo “desburocratizar a máquina pública” passou a ser uma promessa de campanha como prometer saúde, educação e segurança pública.

A população por sua vez deseja apenas que suas demandas sejam sanadas e nesse ponto temos que lembrar que nem todos os serviços públicos são eficientes. Em nossa cidade as ferramentas têm dois pontos alvo, uma pela demanda absurda com a qual atua e a outra por demonstrar em números que existem uma demanda singular e também imensamente relevante.

Dentro desse processo burocrático Nova Serrana tem dois serviços oferecidos pela prefeitura que são referência. A Saúde pública porá tender uma gama de pessoas que entendemos talvez ser a entre os município de 100 mil habitantes a cidade que tem maior percentual de demanda pelo SUS por moradores, e o CEAC, que apresentou nessa edição o relatório de suas ações nos 18 meses iniciais.

A unidade do CEAC tem se mostrado referência quanto ao atendimento, inclusive eles poderiam dar um curso para profissionais de certos setores na administração. Ao irmos em loco para acompanhar o atendimento e realizarmos a atual matéria percebemos pessoas sendo bem atendidas, e mesmo que o tempo de espera fosse um pouco estendido a forma como as pessoas são tratadas reduz a insatisfação de ter que esperar.

Percebemos o carinho dos usuários com os funcionários da unidade, o respeito mútuo e apesar de tudo, a burocracia também é aplicada, quando se percebe que os atendimentos podem ser previamente agendados, quando se percebe que os processos tem que ser cumpridos.

O diretor da unidade pontuou que o conforto é uma necessidade quando se refere a esse tipo de atendimento e isso porque esperar em um ambiente limpo e confortável possibilita que o tempo passe mais rápido, e claro que o cidadão se sinta mais respeitado.

Quanto a limpeza a unidade estava em ordem, o que falta é o governo municipal investir efetivamente em uma reforma pois o prédio da unidade está necessitando de uma maior atenção do poder executivo.

Infiltrações em todos os cantos (paredes e teto), pisos quebrados, paredes sem uma pintura adequada, salas sem ventilação, telhado quebrado, falta de cobertura no corredor de acesso a porta principal, mobiliário que poderia ser mais adequado e oferecesse maior conforto, TV’s para que sejam veiculadas senhas e até mesmo campanhas do executivo e porque não, programação da TV aberta para que as pessoas aguardem com uma distração, talvez até uma rede de Wifi para os usuários.

Um passarinho assoprou em nossos ouvidos que a TV poderia chegar a unidade por uma emenda impositiva proposta por Willian Barcelos (PTB), mas até o momento o executivo nada fez quanto a isso.

O executivo inclusive deve ficar mais atento a uma série de fatores que tem acontecido em sua gestão. Alguns acertos como o CEAC, Sala Mineira do Empreendedor, o atendimento na Secretaria de Saúde, devem ser mais valorizados e explorados, deve haver mais investimentos nesses setores.

Para o prefeito fica a dica, esse trato, o investimento nesse conforto para com o cidadão gera muito mais impacto, e financeiramente é muito mais barato do que ficar comprando drones e MAC’s para se gravar vídeo defendendo o péssimo serviço da Copasa, que vem sendo denunciado por uma CPI com trabalho exemplar de fiscalização.

Investir no atendimento e no conforto do usuário do serviço público é investir na satisfação, na qualidade, no bem estar do cidadão, esses investimentos na verdade são as principais diretrizes para se ter em um processo de desburocratização da máquina pública.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas