Conecte-se conosco

Colunistas

Nem só de calçado é feito Nova Serrana

Wellington Pimenta

Publicados

em

A intenção principal deste texto é prestar uma justa homenagem aos trabalhadores do calçado valorizando todo seu mérito, mas também render homenagens e um  justo tributo bem como uma lembrança aos trabalhadores de outros setores que por aqui prestam seus serviços, com o desejo de colocá-los no mesmo patamar de relevância.

Existem tantas outras profissões em nossa cidade e que passam despercebidas do foco daqueles que tem o compromisso de elaborar os eventos sociais e promovem homenagens aos nossos trabalhadores.

Claro que o calçado é o nosso principal produto, e aqui quero deixa claro, nada lhe tomará sua majestade, afinal não restam dúvidas de sua importância em nosso cenário municipal, estadual, federal e com certeza internacional.

Sem nenhuma pretensão, eu jamais conseguiria ou me atreveria a tirar a importância das empresas calçadistas e muito menos, tenho condições para isso, aliás ninguém tem. Quero apenas lembrar dos outros heróis que também fazem parte da história de Nova Serrana.

Temos como exemplo os garis, que diariamente limpam nossas ruas, o padeiro que faz o pão biscoitos e bolos saborosos de nossas mesas. E os médicos, os heróis que cuidam de nossa saúde e claro em se tratando de minha pessoa atualmente, não poderia deixar de lembrar dos nossos nutricionistas, dos caixas de supermercados e também dos jornalistas, pedreiros, frentistas, feirantes, sem falar nos  importantes professores, advogados,  policiais e agentes penitenciários, mecânicos, taxistas e etc.

Enfim são tantos profissionais importantes que labutam por aqui e que nos prestam seus valiosos serviços que fica até difícil e  quase impossível enumerar suas qualidades e destrezas.

Mas estes são esquecidos pelo nosso calendário, que se volta somente para o ramo do calçado e colocando no limbo outras datas, que se não esquecidas são negligencialmente ignoradas.

Na cidade do calçado as autoridades proclamam e organizam, as festas do trabalhador do calcado. A quem reconhecemos que com honra devemos sim homenagear, mas e as demais profissões, e os demais trabalhadores?

Pode até parecer que estou buscando algum reconhecimento e estou mesmo, mas, sem querer ofuscar o brilho das Industrias calçadistas e seus milhares de colaboradores diretos e indiretos. Existem também outros milhares de trabalhadores, que não podem ser esquecidos.

Existem aqueles que, abnegados e vocacionados, que não se consideram profissionais, mas sim compromissados com o bem estar de cada um e enfrentam as dificuldades e barreiras peculiares, levando esperança e dando forças a todos através da palavra e do Evangelho, os padres e pastores, fortes e fiéis.

Existem os aposentados, os também não profissionais, mas necessários políticos, existem  os  profissionais liberais, farmacêuticos, biomédicos, os vendedores de computador e tantos outros produtos de primeira necessidade.

No dia a dia, nem notamos quantas vezes saímos satisfeitos com o atendimento alheio, pelos serviços prestados por um contador, um dentista, ou um mecânico, comerciantes, enfim …

Às vezes pode parecer besteira, mas todo profissional gosta de elogios.

Então, quero deixar registrado para a história, o meu reconhecimento e admiração e deixar um grande abraço a todos os trabalhadores de Nova Serrana, calçadistas e aos  não calçadistas.

Estes últimos, que não se sintam inferiorizados, pois todos nós temos nossos valores e com certeza sempre seremos lembrados de um jeito ou outro, mesmo não sendo proclamado nenhuma  festividade ou homenagem aos nossos préstimos, mas, podemos ter a certeza que  todos nós  juntos fazemos de Nova Serrana, uma cidade para o nosso bem estar e com orgulho carregar o título de:a capital nacional do calçado esportivo.

WELLINGTON LINO PIMENTA é natural de Bom Despacho-MG, Sargento da reserva da Polícia Militar, residente em Nova Serrana há 33 anos, ferrenho defensor do meio ambiente, escritor, autor de 5 livros ainda não publicados; trabalhou na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, católico estudou por 4 anos o curso de teologia para leigo.Atualmente colabora na divulgação e mobilização no Consep - Conselho Comunitário de Segurança Pública .

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas