Conecte-se conosco

Economia

Mais um mês no vermelho

Avatar

Publicados

em

Caged aponta que Nova Serrana obteve número de demissões superior ao de contratações pelo terceiro mês consecutivo

 Pelo terceiro mês consecutivo, Nova Serrana contabiliza maior número de demissões do que de contratações de funcionários. Os dados do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged) referente ao mês de julho, divulgados recentemente pelo Ministério do trabalho (MTb), apontam um déficit de 109 vagas no mês de julho.

Segundo divulgado pelo MTb, no mês de julho Nova Serrana contabilizou 1.387 contratações, porém foram registradas 1.496 desligamentos. Números próximos aos vivenciados no mês de maio, quando a cidade registrou o déficit de 100 postos de empregos.

O mês de julho mesmo com o saldo negativo de postos de emprego, mostrou uma melhora referente ao mês de junho, onde foram fechados mais de mil postos de emprego em Nova Serrana.

 Maior geradora de emprego

O Ano de 2018 ainda coloca Nova Serrana como a maior geradora de emprego da região, uma vez que contabilizados os seis primeiros meses do ano a capital do calçado obtém o saldo de 1.509 novos postos de emprego, o que representa 203% a mais de geração de empregos do que Divinópolis cidade que tem mais do que o dobro de população comparada a Nova Serrana.

Comparadas as cidades de porte populacional semelhante a Nova Serrana a cidade gerou no primeiro semestre 305% mais empregos do que Itaúna e 682% mais do que Pará de Minas.

 Saldo dos 12 meses

Quando o quadro é analisado nos últimos 12 meses a situação, no entanto não é mais tão positiva. De julho de 2017 à julho de 2018, Nova Serrana obtém o pior saldo entre as 4 maiores cidades da região.

No montante dos 12 meses a capital do calçado contabiliza 17.228 contratações e 18.595 demissões, ficando com um saldo negativo de 1.367 postos de emprego.

No mesmo período Divinópolis contabilizou um saldo positivo de 688 novos postos de emprego, Pará de Minas 205 e Itaúna foi a cidade com o melhor saldo da região com 1.033 novos postos de emprego gerados.

Prefeitura se posiciona

Segundo o secretário Municipal de Industria e Comércio, Marcelo Caires, apesar do resultado negativo de julho, a indústria obteve equilíbrio e se recuperou do péssimo mês de junho. “Tivemos um déficit muito alto na geração de empregos no mês de junho/2018, porem neste mês de julho, conseguimos manter o equilíbrio e reduzimos este déficit em praticamente 90%, comparado com o mês anterior”. Disse Marcelo.

Dessa forma o Caires afirma entender que o resultado foi positivo diante do momento que passa a indústria calçadista e acredita que a cidade e o setor vão superar a crise vivenciada. “ Vejo este resultado como positivo, mesmo ficando com um saldo negativo no mês, diante da crise que o setor calçadista vive em todo país. Temos que ter consciência que não estamos passando por um bom momento no setor calçadista, mas diante de todo trabalho e investimentos que estão sendo realizados pela administração municipal, acredito que vamos conseguir superar esta crise e fechar o ano bem”. Finalizou o secretário Marcelo Caires.

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas