Conecte-se conosco

Policial

Ex-candidato a vice-prefeito de Nova Serrana, Kito Faria é vítima de assalto seguido de sequestro

Publicados

em

Um empresário de Nova Serrana, que foi candidato a vice-prefeito na última eleição municipal na chapa de Joel Martins, Francisco Faria, conhecido popularmente em Nova Serrana como Kito Faria, foi vítima de um assalto seguido de sequestro nesta quarta-feira, dia 18 de abril.

Segundo o boletim policial o crime aconteceu por volta de 21h15, horário em que a Polícia Militar (PM) foi acionada a comparecer no bairro Fausto Pinto da Fonseca, onde segundo informações de um transeunte que passava pelo local, teria avistado por ele dois veículos em alta velocidade, momento em que viu um telefone celular sendo arremessado de dentro de um desses veículos, o que lhe chamou a atenção e o motivou ligar para o 190 da Polícia Militar.

Após verificar o telefone arremessado, os militares conseguiram contato com a esposa do proprietário do celular, que disse ter ouvido um barulho na porta de sua residência, mas não sabia o que havia acontecido ao certo.

Os militares então deram inicio as diligencias, e durante os trabalhos receberam informações de outra testemunha que teria presenciado a ação criminosa praticada por cinco indivíduos não identificados.

A testemunha indicou que ao menos um dos suspeitos estaria portando uma arma de fogo, os quais abordaram a vítima, Kito Faria, no momento em que ele guardava seu veículo Toyota/Hilux na garagem.

De acordo com informações os autores chegaram em um Jeep/Compass de cor branca e levaram Kito como refém na Hillux. O carro utilizado na ação criminosa foi o mesmo veículo que foi roubado na cidade de Perdigão nesta terça-feira, crime o qual foi noticiado por este Popular, contudo foi constatado que a placa do veículo teria sido adulterada para enganar os policiais.

A PM então iniciou rastreamento e verificou-se que os autores tomaram rota de fuga sentido à comunidade de canjicas acessando diversas estradas vicinais da região.

Os policiais acionaram o apoio das frações vizinhas, tendo sido realizada uma operação de cerco, bloqueio e interceptação, com o emprego de várias viaturas da guarnição da PM de Divinópolis, sob a coordenação do supervisor da 7ª região.

Durante o cerco, os veículos foram visualizados e perseguidos por algumas viaturas empregadas na operação, passando por várias estradas vicinais em alta velocidade, sendo que em dado momento, se separaram, tendo o veículo Jeep/Compass avistado o cerco de uma das equipes e adentrado em uma estrada sem saída nas proximidades de uma siderúrgica de São Gonçalo do Pará, onde autores abandonaram o veículo e embrenharam em uma mata que cerca o local.

Posteriormente o outro veículo o qual estava o sequestrado, a Toyota Hilux, foi avistado por outra equipe policial em uma estrada vicinal de difícil acesso, na zona rural de São Gonçalo do Pará, próximo à ponte do Rio Pará, momento em que os autores ao perceberam a aproximação da viatura policial, abandonaram o veículo e libertaram a vítima.

Os sequestradores ocupantes da Hilux iniciaram a fuga se embrenhando em meio a uma mata fechada, de onde efetuaram alguns disparos de arma de fogo, iniciando uma breve troca de tiros entre os sequestradores e os policiais.

Foto: PMMG divugação

Até o momento dois dos autores foram presos pela polícia, são eles Guilherme Gonçalves Saldanha com idade de 19 anos e Walacy Gonçalves dos Santos, de 21 anos. Os dois foram encontrados na Região do barro Preto, próximo a Boate Terra de Arroz, em São Gonçalo do Pará.

De acordo com a Polícia Miliar a vítima, que sofreu apenas pequenas lesões, devido às agressões dos autores, estava bem e consciente, sendo amparado pelos militares e posteriormente encaminhadas para a cidade Nova Serrana. Os veículos foram removidos para o pátio credenciado em Nova serrana.

A Polícia Militar segue empenhada no rastreamento com o intuito de localizar a prender outros autores.

A PM pede ainda que a população auxilie na busca pelos suspeitos, qualquer informação que possa levar aos infratores pode ser repassada pelo 181 disque denúncia ou mesmo pelo telefone de emergência da polícia militar pelo 190.

  • Foto: Israel silveira – O Popular
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas