Conecte-se conosco

Política

Eleitores terão até o dia 9 de maio para transferência ou emissão do título

Publicados

em

2018 sendo um ano eleitoral a emissão e transferências de títulos eleitorais sofrem um considerável aumento nos cartórios eleitorais de todo o país e em Nova Serrana a situação não é diferente.

A cidade que conta com aproximadamente 56 mil eleitores tem em seu cartório eleitoral a expectativa de aumento da demanda principalmente de transferências de títulos eleitorais e emissão de novos documentos.

Ao contrário das capitais mineiras, no entanto no município não é obrigatório a atualização do cadastro biomético.

De acordo com Daniela Lacerda Naves Brandão, chefe da 298ª Zona Eleitoral, o trabalho no município será mais focal quanto a transferência dos documentos de outros municípios para a cidade.

“Não há nenhuma medida prevista para cadastro de biometria. O foco neste ano eleitoral será atender os eleitores que querem transferir o título para Nova Serrana ou fazer o primeiro título”. Diz Daniela.

Com o aumento da necessidade do atendimento, a chefe da 298ª Zona Eleitoral, lembra que é necessário fazer o agendamento para que o atendimento seja feito.

“Para ser atendido no Cartório Eleitoral somente através de agendamento (medida adotada a partir de fevereiro), que pode ser feito no site: www.tre-mg.jus.br ou pelo disque eleitor: telefone 148”. Explica a chefe.

Ainda sobre a procura dos serviços do cartório, Daniela reforça a necessidade da apresentação da documentação correta.

“O cidadão não deve esquecer ainda a documentação. Documento de identidade e comprovante de endereço em nome próprio e além disto, homens maiores de 18 anos devem apresentar o certificado de reservista”. Reforçou Daniela Lacerda.

Prazo final para atendimento

Nesta ano o prazo final para as pessoas que ainda não possuem o título de eleitor precisam informar à Justiça Eleitoral qualquer alteração de dados para a atualização do cadastro ou ainda solicitar a transferência de domicílio eleitoral terão até o dia 9 de maio para realizar esse procedimento.

Mesmo a data final estando ainda a três meses de se encerrar, a 298ª Zona Eleitoral indica que o cidadão procure e agende os serviços o quanto antes para evitar filas em cima da hora e melhor resolutividade dos processos.

O prazo para emissão dos documentos para aqueles que pretendem votar nas Eleições Gerais de 2018 e ainda não tenham tirado o título de eleitor também será até o dia 9 de maio.

Lembrando que segundo a Constituição Federal, o alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios aos brasileiros a partir dos 18 anos e facultativos aos jovens de 16 e 17 anos, aos maiores de 70 anos e aos analfabetos.

Outros serviços

Dia 9 de maio também é a data limite para o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida solicitar transferência para uma seção eleitoral com acessibilidade e para que os presos provisórios e os adolescentes internados, que não possuírem inscrição eleitoral regular, sejam alistados ou requeiram a regularização de sua situação para votar no pleito deste ano.

O eleitor que estiver com a sua inscrição eleitoral eventualmente cancelada, deve regularizar a situação também até o dia 09 de maio.

Cadastramento Biométrico

A Justiça Eleitoral estabeleceu a meta de cadastrar biometricamente mais de 9,8 milhões de eleitores em 2018. Com isso, o número de cadastrados deve subir de 72,6 milhões, que representa 49,6% da população para 82,5 milhões, representando 56,5% dos 146 milhões de brasileiros aptos a votar. Até 2022, a meta é atingir todos os eleitores do Brasil.

Com o cadastramento biométrico, o eleitor será reconhecido no momento do voto sem precisar ser baseado apenas nos documentos como identidade e título de eleitor. O procedimento visa dar mais segurança no processo eleitoral, como em casos identificados pela Justiça Eleitoral onde o individuo foi votar portando mais de um título ou utilizando documentos de pessoas já falecidas para cometer fraudes.

O cadastramento é obrigatório apenas em algumas cidades do país. Para alcançar a meta neste ano, a Justiça Eleitoral selecionou 1207 municípios, nos quais o cadastramento é obrigatório. Quem não comparecer para o cadastramento nestas cidades terão o título de eleitor cancelo, precisando fazer um novo documento.

Em Minas Gerais, o cadastramento será obrigatório apenas nas cidades de Betim, Contagem, Uberaba e Uberlândia e deverá ser feito atéesta sexta-feira dia 09 de fevereiro.

* Foto: Mauro Vieira / Agencia RBS

 

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas