Conecte-se conosco

Colunistas

Décimo terceiro – comércio agradece – clima de festas – salvem o rio de janeiro

Welder Gontijo

Publicados

em

DÉCIMO TERCEIRO – COMÉRCIO AGRADECE – CLIMA DE FESTAS – SALVEM O RIO DE JANEIRO

Instituído no governo João Goulart em 1965, chega o momento tão aguardado pelos trabalhadores do pagamento do décimo terceiro salário. Sem dúvidas, aqueles que têm o direito, anseiam pela chegada deste momento. Para alguns seria a salvação para se livrar ou amenizar as contas em atraso, para outros uma oportunidade de comprar as lembranças do Natal, investir na ampliação ou reforma da casa ou ainda programar aquela desejada viagem de férias.

 VALOR DO DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO

Para se conhecer o valor a receber do décimo terceiro salário basta fazer um cálculo simples, que seria a divisão do valor do salário do trabalhador por doze (que corresponde ao numero de meses do ano) e multiplicar pelos meses efetivamente trabalhados, chegando-se ao resultado final, não se esquecendo de que na segunda parcela haverá a incidência da contribuição previdenciária (INSS). Em regra o décimo terceiro salário é pago em duas parcelas, sendo a primeira até o dia 30/11 e a segunda até o dia 20/12 de cada ano.

 COMÉRCIO AGRADECE

Com a expectativa de um salário a mais na conta do trabalhador, o comércio de uma forma geral aguarda e se prepara para este momento. Em Nova Serrana não é diferente, há anos o comércio local vem se adequando cada vez mais a data. Promoções prévias como as ocorridas na famosa Black Friday, que antecipam as vendas de Natal tem marcado o calendário do comercio em geral. Intrinsecamente, as ofertas também tem o propósito praticar a troca de mercadorias que já estão nas lojas há mais tempo e renovar seus estoques por novos produtos, que estejam mais atualizados com os desejos do consumidor, enquanto isto, ambas as partes agradecem.

 CLIMA DE FESTAS

Sem duvida, pelo comércio, um dos momentos mais aguardados do ano, a produção de vitrines, a iluminação de ruas e casas, a expectativa do trabalhador pelos dias de férias que se aproximam a possibilidade de presentear alguém por quem se tem carinho. Toda essa expectativa tem sido muito bem preparada pelo comercio local. Há tempos se vê que os comerciantes a cada ano vêm se preparando melhor, investindo cada vez mais, a fim de demonstrar ao consumidor que o comércio local encontra-se devidamente preparado para atendê-lo durante todo o ano, inclusive nos momentos especiais.

 A IMPORTÂNCIA DE SE COMPRAR EM NOVA SERRANA

Os valores que são inseridos na economia de um país com o pagamento do décimo terceiro salário é indubitavelmente de grande relevância. Quando este recurso extra é gasto no comércio local, toda economia agradece. A geração de novos empregos, mesmo que temporários, a possibilidade de maior número de vendas representa dentre outros a possibilidade também de novos investimentos, o que significa maior arrecadação, proporcionando a devolução destes recursos inclusive em melhores serviços públicos, fazendo com que a máquina gire com maior volume, representando ao final um ganho a todos.

 ATIPICIDADE POSITIVA

Como por todos conhecidos, Nova Serrana tem lá suas atipicidades, não só de ser a cidade que por mais de década mais cresce em Minas, mas que em virtude de sua principal atividade fabril, estar intimamente ligada aos costumes desta. É comum que um trabalhador da indústria calçadista que tenha sido admitido hipoteticamente em julho do ano em curso, mesmo não tendo completado seu período aquisitivo de férias, ao final de dezembro, venha a receber além do décimo terceiro salário, também as suas férias proporcionais, injetando ainda mais dinheiro em nossa economia local. Acompanhando um costume praticado, possivelmente, desde a sua instituição e solidificação como uma cidade produtora de calçados. Junto às festividades de Natal e Ano Novo, vê-se o trabalhador descansar, para junto com a empresa renovar as forças e repensar as estratégias para o ano seguinte.

 SALVEM O RIO DE JANEIRO

Na manhã desta quinta-feira o atual governador do estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão foi preso pela Policia Federal no Palácio das Laranjeiras, residência oficial do governador. Acusado de receber propinas milionárias, a ordem de prisão faz parte de uma nova fase da lava jato, em cumprimento a uma determinação do Ministro do STJ Felix Ficher. Luiz Fernando Pezão é o terceiro governador do estado do Rio de Janeiro a ser preso e o primeiro em cumprimento do mandato. Já foram presos os ex-governadores Anthony Garotinho e Sérgio Cabral. Também já foram presos o Presidente da Assembleia do Rio, Jorge Picciani e diversos outros parlamentares.

 ULTRAPASSANDO AS BARREIRAS POLÍTICAS

Como se não bastassem as mazelas introduzidas na política fluminense, a onda de se levar vantagem a todo e qualquer custo ultrapassa as barreiras políticas do estado, contaminando até aqueles que deveriam fiscalizar e ser exemplo. Em março deste ano o Presidente do TCE-RJ Aloysio Neves, acompanhado de outros cinco conselheiros do mesmo tribunal foram presos durante a operação intitulada “Operação quinto do ouro”.  A ação tinha como objetivo apurar desvios para favorecer membros da corte durante a gestão do ex-governador Sérgio Cabral.

WELDER GERALDO GONTIJO é advogado e contador, especialista em Direito e Processo do Trabalho, articulista político, foi secretario municipal de Nova Serrana na gestão 2013/2016.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas