Conecte-se conosco

Economia

Cozinhar fica mais caro devido a reajuste no preço do Gás de Cozinha

Publicados

em

Petrobrás anuncia primeiro aumento que será repassado ao consumidor quanto ao gás de cozinha após adotar política de reajuste trimestral

O Brasil entra em campo nesta sexta-feira, dia 06 de julho, e o brasileiro já vai colocando a cerveja para gelar e preparando o tira gosto para curtir mais um jogão da seleção brasileira. Mas o que a maioria não sabe é que fazer o tira gosto, ou quaisquer outros quitutes, isso porque a Petrobras anunciou mais um reajuste para o Gás de cozinha.

A estatal anunciou na ultima quarta-feira dia 4 de julho o reajuste de 4,4% no preço do gás de cozinha vendido em botijões de 13 quilos, mais usado por consumidores residenciais.

Segundo a empresa, o aumento reflete a desvalorização do real frente ao dólar, que acumula 16% nos últimos três meses, e a elevação das cotações internacionais de 22% no mesmo período.

 Reajustes periódicos

Seguindo a nova política de reajustes adotados pela Petrobrás em janeiro deste ano, o gás vendido em botijões de 13 quilos é reajustado a cada três meses com o objetivo de tentar suavizar o repasse ao consumidor das variações das cotações internacionais.

Os novos preços já entraram em vigor a partir de ontem, quinta-feira, dia 05 de julho. Segundo a empresa no entanto esse foi o primeiro aumento desde que a periodicidade trimestral de reajustes foi implantada . De acordo com a Petrobrás em janeiro, houve queda de 5% e em abril, de 4,4%.

A empresa ainda afirma que mesmo após o aumento desta quinta, o preço do gás ficará ainda 5,2% inferior ao praticado em dezembro de 2017.

 Procura por combustíveis alternativos

Uma pesquisa divulgada recentemente pelo Instituto Brasileiro de Estatísticas (IBGE) apontou que os altos valores praticados quanto ao gás de cozinha em 2017, levou mais de 1,2 milhão de pessoas a adotar combustíveis alternativos como lenha e carvão para cozinhas alimentos.

O aumento incide sobre o preço de refinaria, que passará a ser, em média, R$ 23,10. O preço pago pelo consumidor inclui ainda impostos e margens de lucro de revenda e distribuição.

(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas