Conecte-se conosco

Colunistas

Corrida eleitoral, Transporte universitário, Areias Brancas, Portas fechadas

Welder Gontijo

Publicados

em

CORRIDA ELEITORAL – TRANSPORTE UNIVERSITÁRIO – AREIAS BRANCAS – PORTAS FECHADAS

A última pesquisa IBOPE, divulgada na noite da última segunda-feira nos trouxe um quadro que possivelmente se aproxima mais da realidade vivida neste momento no país quando se trata de eleições presidenciais. Jair Bolsonaro, ainda hospitalizado, mantém a dianteira apresentando 28% das intenções de votos, já Fernando Haddad, confirmando nossas expectativas, como citado na coluna anterior, apresentou um considerável crescimento, atingindo 19% na preferência do eleitorado.

 POLARIZAÇÃO

Restando pouco mais de quinze dias para a votação em primeiro turno, pelos últimos números das últimas pesquisas, é possível prever um embate entre Bolsonaro e Haddad, levando a crer que as eleições se resolverão em segundo turno.

 PODER DE ARTICULAÇÃO

Definido que realmente haverá segundo turno nas eleições presidenciais e consolidado os postulantes que até então lideram a corrida, deverá suas lideranças mudar substancialmente suas posturas, haja vista que até então suas coligações caminham praticamente sozinhas, restritas ao apoio de partidos considerados pequenos no cenário nacional. Qual das duas bandeiras poderiam captar mais apoios em um eventual segundo turno? Bolsonaro, de personalidade extremamente forte, amado por muitos e odiado por tantos outros ou Haddad, considerado um possível presidente por procuração, militante de um partido que apresenta um eleitorado fidelizado, mas com extrema rejeição.

 GOVERNABILIDADE

Fato é que qualquer um que seja eleito terá que se abrir para o dialogo com partidos até então considerados opositores a fim de se estabelecer a governabilidade. Bolsonaro, pelo menos em período pré-campanha não demonstrou grandes esforços em se conciliar com outras siglas partidárias, estabelecendo apenas unidade com o nanico PRTB, enquanto o PT de Haddad que sofre forte rejeição de outras siglas se juntou apenas ao PCdoB e PROS.

 MINAS AINDA EM DOIS TURNOS

Ainda apresentando crescimento nas últimas pesquisas, Anastasia com 33%, Fernando Pimentel 22% e Romeu Zema com 7%, são os principais nomes na corrida eleitoral do estado. Mesmo atualmente apresentando números para dois turnos, o divisor se encontra bem próximo. Caso Fernando Pimentel e Romeu Zema não cresçam ou caiam nas pesquisas ou ainda um possível crescimento de Anastasia as eleições em Minas poderão ser resolvidas ainda no primeiro turno.

 UMA CADEIRA PARA O SENADO

Praticamente definido que a ex-presidente Dilma Rousseff terá êxito em sua campanha a uma vaga no senado federal, já que apresenta 28% na preferência do eleitor, a segunda vaga parece estar bem encaminhada ao jornalista Carlos Viana, com 15%, Diniz Pinheiro com 9% e Rodrigo Pacheco com 8% ainda sonham com a possibilidade de crescimento nesta reta final.

 TRANSPORTE UNIVERSITÁRIO

Usando da tribuna na última reunião da câmara de vereadores, o vereador Professor Willian cobrou do executivo municipal, esclarecimentos e comprometimento com a manutenção e  repasse do recursos destinados a jovens universitários que estudam fora do município de Nova Serrana. Pelas redes sociais era de fácil percepção a insatisfação dos universitários que por mensagens especialmente trocadas pelo WattsApp demonstravam apreensão pelo possível corte do repasse,  ainda mais com a afirmativa em entrevista  do executivo de que o custeio dos acadêmicos não se trata de uma obrigação do município.

 CORTE, SUSPENSÃO OU ATRASO?

Ao que tudo indica a comunicação em virtude do fato ocorrido, parece não ter sido das melhores. Inicialmente corria-se pelos corredores dos “ônibus e vans” a informação de que o benefício seria realmente cortado, porém, após perceber que o descontentamento com a medida ganhara proporções substancialmente negativas passaram a tratar o assunto como uma “suspensão provisória” do beneficio, o que também não foi bem digerido pelos acadêmicos. Por fim, possivelmente percebendo o vespeiro que haviam cutucado, veio em forma de nota o comunicado que o repasse encontra-se apenas em atraso, com promessa de que até a próxima terça-feira será regularizado. Que assim seja.

 AREIAS BRANCAS

O segundo tribuno da noite Sr. Almir Oliveira Alves, presidente da associação dos bairros Areias brancas e Águas brancas, utilizou do espaço para reivindicar não só melhorias na infraestrutura dos bairros, mas também o reconhecimento da associação junto à administração municipal. Destacou que antes de se ajuizar qualquer tipo de ação judicial, que optou pelo dialogo por acreditar em uma conciliação entre as partes, já que o empreendedor demonstrou sempre respeito e reconhecimento pela entidade e estar sempre aberto ao dialogo.

PORTAS FECHADAS

Destacou o Sr. Almir que “a porta da prefeitura está sempre fechada para a associação, eles teimaram e entraram com o processo…. a minha indignação é de ainda não ter sido reconhecido por esse executivo de hoje… sem iluminação publica, sem asfalto, sem saneamento básico, sem nada.. quando vem resolver um problema, causa outro, com essa fossa séptica, eu quero ver se o executivo tem a capacidade de assumir a sucção dessas fossas, ou então os moradores vão ter que pegar com um baldinho e jogar na porta da prefeitura… eu fui conversar com esse prefeito ele me tacou um não na minha cara..”

 PARA REFLETIR

Em tempos de fortes crises, sejam elas financeiras, afetivas ou mesmo por intolerância política, pelos impulsionamentos diários a fim de se cumprir tarefas e obrigações a que estamos submetidos diariamente e a cada momento sendo cobrados. Há um instante em que é preciso desacelerar e prestarmos um pouco mais de atenção em nossas ações. A busca pela excelência e alto rendimento nos tornam mecanizados e desarmônicos. Somente nos colocando no lugar do outro poderemos entender um pouco mais sobre os seus anseios, carências e necessidades.  O diálogo aproxima as pessoas, resolvem os problemas e esclarece as questões complicadas. Sem dúvida, o diálogo é uma ferramenta poderosa para solucionar mal entendidos e transformar campos de guerra em ambientes de paz. Um bom diálogo exige saber escutar.

WELDER GERALDO GONTIJO é advogado e contador, especialista em Direito e Processo do Trabalho, articulista político, foi secretario municipal de Nova Serrana na gestão 2013/2016.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas