Conecte-se conosco

Política

Câmara aprova reajuste salarial de “miseráveis 2,07%” aos servidores do Executivo

Publicados

em

Servidores do executivo tem revisão salarial determinada pela Constituição Federal aprovada e valor será pago retroativo ao mês de dezembro

Os servidores públicos do executivo de Nova Serrana tiveram seu reajuste salarial aprovado na 5ª Reunião Ordinária da Câmara Municipal, realizada nesta terça-feira, dia 13 de março.

O projeto de numero 013/2018, de autoria do executivo municipal previa um reajuste de 2,07% seguindo o índice inflacionário, tendo assim somente o caráter de revisão quanto aos valores que até o momento foram praticados.

A pauta apresentada no entanto tem uma aplicação do reajuste diferenciada para os servidos da educação municipal.

De acordo com o artigo 3º aos vencimentos dos professores de Educação Básica – PEB 1, PEB II e PEB III dos Especialistas de Educação, terá ainda o acréscimo do percentual de 4,74% ao percentual previsto no Artigo 2° de ta Lei. Totalizando 6,81 %, a título de reajuste, a fim de estabelecer equivalência ao reajuste concedido ao Piso NacionaI previsto na Lei Federal 11.738/2008.

Essa medida, segundo o professor William Barcelos (PTB), o percentual ajustado aos profissionais da educação é mais do que merecido, uma vez que o piso praticado em Nova Serrana é abaixo dos valores nacionais. “Este reajuste para os professores foi acordado e acontecerá gradativamente para que o município possa alcançar o piso nacional, hoje se paga aqui abaixo do piso nacional, o ideal seria dobrar o salário deles, mas como se tem essa condição de imediato aos poucos vamos ajustando a remuneração até alcançarmos o valor justo que a classe merece”, disse Willian.

O professor ainda salientou a necessidade do município ficar atento quanto aos vencimentos hoje pagos aos monitores, valor que é inadequado devido a importância e quantidade de trabalho desenvolvido por eles. “Temos ainda que ficar atentos, e buscarmos também uma maior valorização dos monitores escolares, pelo trabalho que é feito por estes profissionais. Seus salários estão muito defasados, hoje um monitor ganha R$ 1.114,00, valor inadequado por sua importância e quantidade de trabalho desenvolvido por eles”, afirmou o vereador.

Aumento ou revisão

Ainda quanto ao procedimento do reajuste os vereadores reforçaram na reunião que o procedimento não aumentava os salários dos edis e tão pouco dos servidores que atuam junto ao legislativo municipal.

Após várias criticas serem feitas em redes sociais, os vereadores justificaram a situação do reajuste como a revisão salarial, que é garantida pela constituição, assim sendo a revisão estava sendo feita com base Constituição Federal.

Os vereadores ainda afirmaram que apesar da importância da pauta, ela não beneficia os servidores do legislativo, contudo afirmam que quando a pauta chegar terá a mesma tratativa. “Esse projeto que está aqui sendo aprovado trata apenas da revisão do executivo, ele não estabelece reajuste para os servidores da Câmara, contudo, o reajuste dos nossos servidores vai acontecer, o projeto deve vir por ai e terá por nossa parte a mesma tratativa”, afirmou Willian Barcelos.

Ainda em seu depoimento o vereador criticou veemente as informações vagas dadas pela internet que afirmam que os edis estariam aumentando os seus salários. “A internet aceita tudo, falaram que estávamos aqui hoje aumentando os nossos salários, se assim for eu vou doar o meu salário desse mês de forma integral. Não estamos votando nada em nosso favor, o que acontece, e ainda, esse reajuste é miserável, duvido que apenas com uma revisão de 2,07% se consegue comprar os mesmos itens em um supermercado como há um ano atrás”, finalizou o vereador.

O que muda

O projeto foi aprovado por unanimidade entre os vereadores, com sua aprovação os valores praticados na folha do executivo municipal, inclusive do prefeito terão reajustes.

A lei estabelece ainda que os valores praticados serão retroativos aos recebimentos do mês de dezembro, que são pagos na primeira semana de janeiro.

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas