Conecte-se conosco

Política

Bolsonaro e Zema venceram também em Nova Serrana

Publicados

em

Com Bolsonaro e Romeu Zema eleitos, praticamente 80% dos votos de Nova Serrana foram destinados aos representantes do executivo estadual e nacional eleitos no último domingo

As previsões eleitorais se cumpriram e em Minas Gerais e no Brasil os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Romeu Zema (Novo) foram eleitos para o executivo nacional e estadual no segundo turno.

Com mais de 57 milhões de votos Bolsonaro foi eleito presidente do Brasil com 55,13% dos votos válidos registrados nas urnas de todo o território nacional, vencendo amplamente entre os estados do Sudeste, Centro-Oeste, norte e Sul. E sendo derrotado por Haddad nos estados do nordeste.

No estado de Minas Gerais, onde foram computados cerca de 10,4 milhões de votos válidos Bolsonaro foi escolhido por 58,1% dos eleitores mineiro que compareceram as urnas e validaram seus votos.

Após ser eleito o candidato foi as redes sociais para agradecer os votos e ainda, em seu discurso da vitória ressaltou que em seu governo será respeitado amplamente a constituição federal, que agora será cumprida e a liberdade de cada cidadão.

Romeu Zema

Em Minas Gerais o novo foi a opção dos mineiros que direcionaram seus votos para um empresário e não para mais um político. Após apuradas as urnas Romeu Zema (Novo) consolidou seu favoritismo e foi eleito com mais de 40% de vantagem sobre Antônio Anastasia (PSDB).

Segundo o resultado divulgado o candidato do Novo foi eleito com 71,8% de mais de 9,6 milhões de votos validos para governador no estado.

Tendo como centro de seu discurso a mudança, Romeu Zema indicou que Minas Gerais é hoje um estado que se compara a um paciente de uma doença grave em fase terminal, contudo, se todos se mobilizarem e direcionarem seus esforços o resultado desse quadro será modificado.

Zema ainda afirmou que o Estado, pela gravidade de sua situação econômica necessita de intervenções urgentes e ainda indicou que a população pode não necessariamente agradar destas mudanças, contudo elas serão necessárias e posteriormente entendidas como positivas.

O novo governador eleito ainda ressaltou que as privatizações não saíram de seus planos, que a venda das estatais ainda podem acontecer futuramente, porém informou que o momento não é adequado para isso, uma vez que o valor de mercado está baixo e que o lucro obtido com a venda não seria a solução para a crise econômica do estado.

Como votou Nova Serrana

A capital do calçado pode encher o peito para afirmar que votou nos candidatos eleitos. Segundo os dados apurados e divulgados pela Justiça Eleitoral, Nova Serrana registrou no segundo turno para o governo de Estado 36.949 votos válidos, o que representa 84,5% do publico eleitoral da cidade.

O eleitor da cidade optou por seguir a tendência do eleitorado mineiro e a cidade do empreendedorismo da indústria calçadista mineira, destinou 86,7% dos seus votos para Romeu Zema, o que representa 32.034 votos no candidato do partido Novo.

Já para presidência da republica foram computados em Nova Serrana 39.088 votos validos, o que indica um total de 89,39% do público eleitoral do município.

Do total de votos computados 79,09% dos eleitores da cidade optaram por destinar seu voto a presidência do país para Jair Messias Bolsonaro que recebeu 30.914 votos na capital nacional do calçado esportivo.

Promessas de campanha

O jornal O Tempo publicou na edição de segunda-feira, dia 29 de outubro um infográfico com as propostas de Romeu Zema, que nós deste Popular reproduzimos na integra na contracapa desta edição.

Contudo confira abaixo os planos de Romeu Zema para a economia, saúde, educação e segurança pública.

Economia: Simplificação tributária com redução de impostos. Zema diz que vai profissionalizar as estatais Cemig e Copasa e estabeleceu um prazo de dois a três anos para privatizá-las, além de promover a renegociação da dívida do Estado com a União.

Saúde: O governador eleito pretende firmar parceria com organizações sociais e filantrópicas para concluir as obras dos hospitais regionais que estão em andamento. A intenção é destinar 40% dos leitos para o SUS Implantação de prontuários eletrônicos e implementação de centros de atendimento online para melhorar a qualidade da atenção nos municípios onde não há escala suficiente para a presença do especialista.

Educação: Cartão para alunos com interesse na área de tecnologia se matricularem em cursos extracurriculares em escolas privadas Avaliar se há espaços ociosos em escolas públicas e, em caso positivo, alugá-los para instituições privadas com a contrapartida de bolsas para alunos da rede estadual.

Segurança Pública: Unificação das secretarias de Administração Prisional e Segurança Pública

Criar sistema de rastreamento de veículos para facilitar a perseguição de criminosos no Estado.

O partido Novo, segundo Paulo Brant, defende, a princípio, a liberação do porte de arma nas áreas rurais “para legítima defesa”.

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas